Descubra toda a beleza das ilhas do Caribe

Descubra toda a beleza das ilhas do Caribe

Atualizado: Sexta-feira, 15 Janeiro de 2010 as 12

No title O Caribe é um delicioso clichê. Águas quentes e claras, areia branca, muito sol e resorts de luxo são alguns dos aperitivos que atraem milhares de turistas ano após ano para suas paradisíacas praias. Mas, além de todas essas já conhecidas características, um universo cultural está fincado na região. Havana, em Cuba e Santo Domingo, República Dominicana, são exemplos de museus a céu aberto bem conservados.

Um dos problemas do Caribe é a sua lotação na alta temporada. Entre dezembro e abril, seus principais hotéis, cruzeiros e praias ficam lotados de turistas. Para fugir da muvuca, o mês de maio é o mais indicado. Na temporada que vai de junho até novembro, o problema fica por conta dos furacões.

De olho no conforto dos resorts, procure lugares como Cancun, Bahamas, Jamaica, Barbados e Porto Rico. O primeiro é o mais badalado destino do balneário mexicano, oferecendo, além de praias, a melhor noite de todo o Caribe. As 700 ilhas, muitas particulares, das Bahamas também são redutos de milionários do mundo todo, tendo como principal pólo turístico a Ilha de Nova Providência. Ela é dividida em três áreas: Nassau, metrópole do país, a Ilha do Paraíso e a Praia do Cabo centros dos resorts. Antes de partir, não deixe de mergulhar em Andros. Seu recife é considerado o terceiro maior do mundo e é um espetáculo à parte.

Já na Jamaica, o balneário luxuoso fica no eixo Negril e Ocho Rios. Os dois possuem praias desertas, com águas calmas que misturam tons de azul e verde. Não perca o pôr do sol de Negril. Se desejar mais agitação no país de Bob Marley, Montegobay oferece mais opções de bares, boates e lojas de artesanato sem perder na beleza de suas areias. Seguindo a linha, a costa leste, sul de Barbados e a famosa praia de Punta Cana, República Dominicana e referência nos resorts "tudo-incluído", não perdem em nada para o restante.

As Antilhas Holandesas também não ficam para trás. As três ilhas: Aruba, Bonaire e Curaçao oferecem ótimos picos de mergulho, cassinos e, evidentemente, praias de tirar o fôlego. Aruba é a maior e mais frequentada, mas o lugar vem perdendo suas peculiaridades devido à forte presença de turistas americanos que deixou marcas da cultura yankee. Mesmo assim, praias como Arashi ainda resistem. Já Bonaire é o reduto dos mergulhadores e seu recife é considerado um dos pontos alto das Antilhas.

Curaçao possui as mais bonitas praias e Willemstad. Centro histórico da capital, Willemstad é considerado um patrimônio histórico pela Unesco e funciona como um dos mais importantes portos da América Central.

Mas o Caribe também pode ser isolado e calmo. Nas Ilhas de Cayman, Cayman Brac e Little Cayman apresentam uma natureza formidável, com um clima tranquilo e rústico. Tobago, parte de Trinidad & Tobago, tem reservas ambientais, verdadeiros aquários naturais e uma vasta floresta tropical com belas cachoeiras. A citada Barbados na sua parte central e oeste é um paraíso de aventureiros e surfistas atrás de boas ondas, trilhas e pontos de mergulho.

Antes de pensar que o Caribe é um simples conjuntos de praias, Havana, Cuba, representa o que há de mais vivo no continente americano. A cidade está praticamente estagnada no tempo. Mantida pelo governo comunista de Fidel Castro, a arquitetura se manteve intacta à revolução. Caminhar pela avenida Beira-Mar ou frequentar algum clube de salsa ou mango dão um pouco do clima do lugar. Para completar, carros antigos conseguem dar um charme ainda maior para o Havana. Já, Santo Domingo, capital da República Dominicana, conserva belas construções dos tempos da colônia espanhola no centro histórico.

Pieter Zalis/Agência Andrés Bruzzone Comunicação - Especial para Terra

veja também