Dois mil turistas evacuados de Machu Picchu, no Peru, por helicópteros

Dois mil turistas evacuados de Machu Picchu, no Peru, por helicópteros

Atualizado: Terça-feira, 26 Janeiro de 2010 as 12

No title Cerca de dois mil turistas que estavam bloqueados desde domingo por causa de chuvas torrenciais na localidade de d'Aguas Calientes, perto de Machu Picchu, começaram a ser evacuados de helicóptero.

De acordo com o ministro do Comércio e do Turismo do Peru, Martin Perez, um primeiro grupo de 20 turistas, dos 1.954 que se encontram isolados, foi transportado de helicóptero para Ollaytantambo.

Os turistas - europeus, norte-americanos e latino-americanos - serão transportados a pouco e pouco em seis helicópteros militares e da polícia peruana, com destino a Ollantaytambo, de onde seguirão para Cuzco, a Meca do turismo na América Latina.

"Os turistas estão retidos em hotéis, albergues e na estação ferroviária" em Aguas Calientes, de onde parte um comboio para Cuzco, mas ainda há víveres para três ou quatro dias, esclareceu o ministro.

O acesso às ruínas de Machu Picchu e de Aguas Calientes está bloqueado desde sábado devido a uma derrocada de terras, que danificou a via-férrea, a única forma de chegar rapidamente à cidade inca.

Os voos comerciais entre Lima e Cuzco também foram suspensos, causando alguma frustração aos viajantes.

As chuvas que caíram durante o fim-de-semana no sudeste do Peru foram as mais fortes dos últimos 15 anos, de acordo com o serviço de meteorologia peruano.

A região de Cuzco foi colocada em estado de emergência e, pelo menos durante três dias, está proibido o acesso ao célebre local inca.

Além de falta de água em quase metade das habitações, vários rios transbordaram das margens e as águas inundaram cerca de 50 casas e destruíram culturas.

veja também