Em Portugal, palácios de Sintra recebem festival de música

Em Portugal, palácios de Sintra recebem festival de música

Atualizado: Quarta-feira, 22 Junho de 2011 as 9:37

Os palácios e quintas --casas de campo-- centenárias na vila de Sintra, distrito de Lisboa, em Portugal, abrem suas portas nesta sexta-feira (24) para receber a 46ª edição do Festival de Sintra, que vai até 10 de julho.

O evento leva música clássica e espetáculos de dança e ópera para lugares marcados por sua história e tradição, como o Palácio de Sintra e Queluz, as Quintas da Regaleira e da Piedade, a Adega de Colares e o Centro Cultural Olga Cadaval.

O festival homenageará os compositores Franz Liszt (1811-1886) e Gustav Mahler (1860-1911), ambos nascidos em território que hoje faz parte da Áustria.

Nesta edição haverá também espaço para assistir a obras emblemáticas do cinema onde a música é coprotagonista da história, na seção Contrapontos do Festival. Os filmes em exibição serão "Morte em Veneza", de Visconti; e "Song without End", película de Charles Vidor e George Cukor.   PATRIMÔNIO MUNDIAL

Sintra é uma vila divulgada como "charmosa", ao pé da serra que leva o mesmo nome. Ela tem características que fizeram com que a Unesco a classificasse como Patrimônio Mundial de Paisagem Cultural, que considera tanto a riqueza natural como o patrimônio construído na vila e na serra.

A região foi muito apreciada por reis e nobres, exaltada por escritores e poetas, como lorde Byron, que a chamou de Éden Glorioso. Possui um rico acervo de quintas - muitas oferecem alojamento nas modalidades de Turismo Rural ou de Habitação.

Destaque vai para os palácios da Pena, construídos na época do Romantismo, num dos picos da serra; o de Seteais, do século 18, hoje convertido num elegante hotel; e o de Monserrate, célebre por seus jardins que possuem espécies exóticas e raras no país.

Nas redondezas, merecem destaque as praias (Maças, Praia Grande, Adraga); o cabo da Roca, o ponto mais ocidental do continente europeu; Colares, que dá nome a uma região vinícola demarcada; e a pitoresca aldeia das Azenhas do Mar, incrustada numa falésia.    

veja também