Embaixada dos Bonecos Gigantes de Olinda mostra a tradição do Carnaval

Embaixada dos Bonecos Gigantes de Olinda mostra a tradição do Carnaval

Atualizado: Sexta-feira, 11 Fevereiro de 2011 as 3:30

Os tradicionais bonecos gigantes de Olinda, símbolo do carnaval pernambucano, agora podem ser apreciados como peças de museu o ano todo graças à criação da Embaixada dos Bonecos Gigantes de Olinda, no centro de Recife.

Idealizado pelo produtor cultural Leandro de Castro, o espaço foi inaugurado em julho de 2009 e desde então abriga uma exposição permanente de 30 bonecos – apesar de possuir mais de 60 em seu acervo.

Além de possibilitar que os turistas conheçam a cultura pernambucana, a Embaixada foi idealizada como uma espécie de museu de cera - como o famoso Madame Tussauds, em Los Angeles. “Só que com a cara do Brasil”, destaca Castro.

O primeiro boneco gigante criado no Brasil foi o Zé Pereira, que apareceu na cidade de Belém do São Francisco, no Carnaval de 1919. Na época, os bonecos eram confeccionados em corpo de madeira e cabeça em papel machê.

A tradição fincou raiz em Olinda a partir de 1932, com a criação do boneco do Homem da Meia Noite. Depois de terem criado a Mulher do Meio Dia e o Menino da Tarde, o artista plástico Silvio Botelho ajudou a popularizar essa arte promovendo um desfile de bonecos de artistas diversos pelo centro histórico, conhecido como o Encontro dos Bonecos Gigantes.

Hoje pode-se dizer que há uma nova geração de bonecos, graças à iniciativa de Castro, que reuniu um time de artistas que prima pelo realismo. Isso só foi possível após uma inovação nos materiais utilizados na confecção das obras. A matriz é moldada em argila para depois receber uma aplicação de fibra de vidro, material mais leve e duradouro. As mãos dos bonecos são feitas de isopor para não machucar os foliões durante os desfiles.

Os bonecos expostos na Embaixada, quando estão montados, tem altura média de 3,90 metros. Entre as personalidades representadas, estão os jogadores de futebol Pelé e Júnior, os políticos Lula, Barack Obama e Nelson Mandela, os artistas Michael Jackson, Alceu Valença, Jô Soares e Carmen Miranda e figuras da história, como Dom Pedro I e Lampião.

Quem visitar o local poderá contar com um guia que conta toda a trajetória dos bonecos gigantes e como são feitos e manipulados. .O espaço possui também uma loja de souvenires e um escritório de encomendas de miniaturas personalizadas e gigantes.

Leandro de Castro garantiu que até abril, o acervo terá 110 bonecos no total. Esse aumento se deve à intensa produção no Carnaval e novos projetos e parcerias. A presidenta Dilma Roussef, o cantor Roberto Carlos e o atleta Ayrton Senna são algumas das personalidades que devem ganhar versões de bonecos gigantes em breve.

SERVIÇO

Entrada: adultos R$ 4 e crianças até 12 anos acompanhadas por adulto não pagam. Horários: De segunda a sábado das 8h às 18h. Domingo das 8h às 19h Endereço: Rua do Bom Jesus, 183, Recife antigo Tel: (81) 3441-5102 ou 8775-0540 Site: www.bonecosgigantesdeolinda.com.br

veja também