Embratur apresenta cronograma atualizado do Aquarela 2009

Embratur apresenta cronograma atualizado do Aquarela 2009

Atualizado: Sexta-feira, 3 Julho de 2009 as 12

A Embratur (Empresa Brasileira de Turismo) apresentou, nesta quinta-feira, 2 de julho, no Salão Nacional de Turismo, em São Paulo, o cronograma atual do projeto Aquarela 2009, que tem o objetivo de promover e divulgar a imagem do Brasil antes, durante e após a Copa de 2014.

A diretora-presidente da entidade, Jeanine Pires, em palestra durante o evento, lembrou que esta é uma grande oportunidade para o País se mostrar de uma maneira positiva para os milhares de turistas esperados durante a maior competição de futebol do planeta.

O projeto será lançado oficialmente em setembro de 2009, mas o diagnóstico do que precisa e deve ser mostrado para os turistas já começou a ser feito no mês de junho. Algumas datas importantes e estratégicas para o programa são a escolha da cidade para as Olimpíadas de 2016 (se for o Rio, todo o foco muda); a Copa de 2010 na África do Sul (onde o governo divulgará as riquezas do País durante o evento); a Copa das Confederações de 2013, já no Brasil; e a próprio torneio mundial de 2014.

"Um dos maiores desafios nossos é comunicar exatamente o que é o Brasil. O País é muito diversificado e heterogêneo. Não é uma tarefa tão simples. Teremos cerca de 40 mil jornalistas para cobrir o evento. Se eles acharem qualquer defeito na organização, vão comentar e a imagem do País ficará prejudicada. Só que temos tudo para obtermos sucesso. Temos muita experiência em grandes eventos. O Pan nos deixou muitos ensinamentos. Viajamos também para países que foram bem sucedidos recentemente na organização de grandes torneios como é o caso de Barcelona, em 92, e da Alemanha, em 2006", comenta Jeanine.

Segundo a Embratur, 2009 é o ano para o projeto Aquarela 2009 planejar uma comunicação unificada entre todas as 12 cidades-sede escolhidas pela Copa e o início das organizações para a campanha "Obrigado, África do Sul. Bem-vindos ao Brasil sensacional". Em 2010, o governo promoverá o País durante o evento e fornecerá conteúdo e informação para toda a imprensa internacional presente na África. Ao final do torneio, tem início a campanha global de promoção dos destinos brasileiros para a Copa de 2014.

Entre 2011 e 2012, a Embratur acredita que todo o foco da mídia internacional estará nas Olimpíadas de Londres, que deverão monopolizar todas as atenções. Em 2013, porém, com a definição dos países que irão para a Copa, começa a promoção dos destinos com base no perfil dos torcedores e seleções que irão para o Brasil. A Copa das Confederações também servirá de plataforma para a divulgação das cidades-sede do torneio. Por fim, em 2014, ainda no início do ano, serão definidos os locais dos jogos, que permitirão à Embratur definir roteiros específicos para turistas. Em junho, ocorre, finalmente, a tão esperada Copa do Mundo.

"Temos como objetivo deixar um legado importante para o Brasil após o torneio: uma boa imagem. Queremos que 25% dos turistas presentes na Copa viajem pelo País. Temos a missão, também, de fazer com que mais cidades sejam consolidadas como destino internacional. Hoje, infelizmente, temos poucos municípios nessa situação", afirma Jeanine.

O secretário nacional de Esporte de Alto Rendimento do Ministério do Esporte, Ricardo Leyser Gonçalves, aproveitou palestra no Salão Nacional de Turismo para apresentar números significativos dos Jogos Pan-Americanos, realizados em 2007, e que têm servido de base para o governo federal trabalhar na campanha pelas Olimpíadas no Rio em 2016. "No Pan foram 46 mil pessoas trabalhando para organizar o evento. Vendemos mais de um milhão de ingressos e tivemos a presença de 1.394 jornalistas. A audiência foi de um bilhão de pessoas. São números grandiosos, mas que não chegam perto dos números que uma grande competição como uma Copa ou uma Olimpíada. Uma experiência como essa, porém, deve ser levada em conta pela maneira eficaz e perfeita com que as três esferas do poder público trabalharam para fazer do Pan um evento quase perfeito", comentou.

veja também