Especialistas vão discutir mídias sociais em Campo Grande

Especialistas vão discutir mídias sociais em Campo Grande

Atualizado: Quinta-feira, 20 Agosto de 2009 as 12

Mais de 40 milhões de brasileiros tem acesso à internet e 80% deles participam de redes sociais. Ambiente de troca de informações, comunidades e blogs são repletos de formadores de opinião sobre tudo. De acordo com a empresa de pesquisa Nilsen Online, sete em cada dez internautas confiam mais em opiniões pessoais que na publicidade de um produto.

As opiniões difundidas pelos internautas dependem do relacionamento que a empresas têm com eles. Nesta quinta (20) e sexta-feira (21), nomes conhecidos do mundo virtual estarão no ''Workshop Mídias Sociais'', em Campo Grande, no auditório do Sebrae Mato Grosso do Sul. Para conquistar o novo consumidor vale blog, twitter, youtube e qualquer outra ferramenta que a web oferece gratuitamente.

Marcelo Tas, apresentador de TV e um dos primeiros comunicadores a usar blog no Brasil, é um deles. O criador da primeira rede profissional de blogs do País, Edney Sousa, é outro dos palestrantes. Oficinas de criação de blog e sobre o twitter vão mostrar o passo a passo para quem ainda engatinha no assunto. Você pode seguir o evento: www.twitter.com/wsms2009 .

''Vamos dar dicas e mostrar casos de sucesso de quem aposta nas mídias sociais como ferramenta de comunicação com o cliente e se dá bem'', diz o analista técnico do Sebrae/MS, Wellington Vidaurre, que acredita que os meios tradicionais de publicidade - como televisão e jornal - exigem mais investimentos e são menos ágeis que as mídias sociais.

De acordo com o analista, caberá aos empresários participantes a reflexão sobre como usarão as novas mídias e se elas atingem o seu público. ''Eles serão provocados a inovar'', afirma. ''O novo consumidor pesquisa na internet antes da compra, avalia opiniões sobre a empresa e o produto e quer que as empresas os atendam de forma sincera'', diz Vidaurre.

A geração Y

os que nasceram a partir de 1979 - tomou de assalto a web e revolucionou a relação entre quem vende e quem compra. ''Hoje há necessidade de estreitamento dessa relação, e nos grandes centros como São Paulo e Rio de Janeiro isso já está mudando'', avalia Vidaurre.

Siga o cliente

Nos últimos anos a rede se tornou mais pessoal e participativa. Milhões colocam e assistem vídeos no youtube e a última novidade é o twitter. O site é um microblog onde o internauta conta suas ações diárias como, por exemplo, o livro que está lendo ou a aula que vai começar, tudo em tópicos de até 140 caracteres. As empresas mais ligadas seguiram a tendência, que já tem cinco milhões de usuários no Brasil e cresce rápido.

Em Campo Grande, a Cafeteria Firula’s usa a ferramenta integrada a outras, como o orkut, para atrair clientes. O boca a boca virtual funciona e o Ibope confirma o sucesso da estratégia. Segundo o instituto de pesquisa, o impacto dessas opiniões é 500 vezes maior do que se elas partissem das próprias empresas.

Quem vem?

Luli Radfahrer, professor da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP), blogueiro e autor de livros de cabeceira de aficionados em novas mídias, explica “o que são e como utilizar estrategicamente as mídias sociais para sua empresa” nesta quinta-feira (20), às 19h30.

No dia 21, Edney Souza fala sobre passado e futuro das mídias sociais no Brasil às 14 horas. O publicitário Gustavo Fortes aborda o marketing de guerrilha através das mídias sociais a partir das 15 horas. Roberto Loureiro, primeiro a ocupar o cargo de gerente de redes sociais no Brasil, explica como a construtora Tecnisa conseguiu vender um apartamento de R$ 500 mil pelo twitter e outros casos de sucesso, às 16 horas. ‘O Poder das mídias sociais no relacionamento com seu cliente’, palestra de Marcelo Tas, às 19h30, fecha o encontro.

Divulgação pela rede

Utilizando blog e twitter, ferramentas gratuitas da internet, o ''Workshop Sebrae de Mídias Sociais'' conseguiu preencher 60% das vagas para o evento. Em três dias úteis, foram feitas inscrições de Mato Grosso do Sul, Goiás, Santa Catarina, Rio de Janeiro e São Paulo. “Não imaginávamos que pessoas de outros estados também fariam a inscrição”, surpreende-se o analista técnico do Sebrae/MS, Wellington Vidaurre.

Para orientar os visitantes, o blog do evento - www.wsms2009.wordpress.com - dá dicas de hospedagem e outras informações sobre Campo Grande, e atrai mais de 250 pessoas por dia. No twitter, 600 twitties - mensagens de até 140 caracteres - foram deixados por seguidores do workshop na internet. Para seguir também, acesse www.twitter.com/wsms2009 .

“Adotamos a estratégia de divulgar o evento primeiramente nas mídias sociais. Ainda nem anunciamos nos meios de comunicação tradicionais, como jornais e panfletos e já temos bons resultados. Esta é uma prova do alcance destas ferramentas, que devem ter sua utilidade considerada pelos empresários”, diz o publicitário do Sebrae/MS, André Coelho.

Ele explica que usar redes sociais - como o twitter, orkut ou facebook - para aumentar o público ou promover uma marca, é uma aposta da publicidade em todo o mundo. “As verbas das empresas para a propaganda tradicional estão cada vez menores. Pesquisas revelam que a publicidade pessoal dá muita credibilidade, pois o consumidor confia nas opiniões de outros usuários e clientes”, avalia André Coelho. “Mas é preciso pensar bem cada campanha, pois em muitos casos a TV, o rádio e o impresso serão indispensáveis para uma divulgação eficaz”.

As inscrições para a palestra de Marcelo Tas, que tem custo de R$ 30, e nas oficinas, R$ 10 cada, podem ser feitas na sede do Sebrae. As inscrições para as outras palestras são gratuitas e devem ser feitas pelo site www.ms.sebrae.com.br. O Sebrae/MS fica na Avenida Mato Grosso, 1661, Centro.

veja também