Exposição no Club Transatlântico marca os 180 anos da imigração alemã em SP

Exposição no Club Transatlântico marca os 180 anos da imigração alemã em SP

Atualizado: Quarta-feira, 15 Julho de 2009 as 12

Para celebrar os 180 anos da imigração alemã, o Club Transatlântico, em parceria com o Instituto Martius-Staden, promove a exposição "Viagem por uma São Paulo Alemã", com informações sobre a chegada dos colonos, a vida nas ocupações iniciais e os empreendimentos que desenvolveram nos primeiros anos em São Paulo. A mostra fica de 20 a 30 de julho e vai revelar também aspectos relacionados à cultura, religião e educação, como a Primeira Guerra Mundial e a Revolução de 1924 afetaram o cotidiano e como se espalharam pelo interior do Estado. A entrada é franca e a exposição pode ser vista de segunda a sexta, das 9 às 22h.

A exposição é resultado de uma pesquisa desenvolvida no Arquivo do Instituto Martius-Staden, que contém dados biográficos de aproximadamente 91 mil pessoas e sete mil instituições ligadas à comunidade alemã. O levantamento revela dados curiosos, especialmente os relacionados à dinâmica da vida na cidade com a chegada dos novos moradores, pois eles impulsionaram a fundação de escolas, associações culturais e desportivas, hospitais e cemitérios, muitos existentes até hoje. O próprio Instituto foi criado em 1916, como uma associação de professores alemães do maior colégio alemão que existia na época, o Deutsche Schule (Colégio Alemão).

A pesquisa também trouxe à tona algumas das contribuições dos imigrantes na área de arquitetura e construção, que muitos desconhecem, como, por exemplo, nos projetos arquitetônico da Catedral da Sé e do Viaduto do Chá, e na construção da linha de bondes puxados por animais que ligava São Paulo a Santo Amaro, das pontes do Carmo, a primeira sobre o rio Tamanduateí, e de Santana, sobre o rio Tietê, e de diversos edifícios residenciais. Também foi grande a contribuição na área industrial, com a fundação da cervejaria Antártica, de gráficas, livrarias e lojas de departamento, como a primeira da cidade, chamada Casa Alemã.

A mostra é itinerante e, em 2009, deve percorrer vários locais em São Paulo, entre eles colégios, como o Imperatriz Leopoldina, Humboldt e Porto Seguro, o Memorial do Imigrante e diversas igrejas. No próximo ano, deve seguir para outras cidades.

O Club Transatlântico surgiu há 55 anos como um espaço para reunir os alemães que viviam no Brasil e seus familiares. Hoje, situado na rua José Guerra, na Chácara Santo Antonio, zona sul de São Paulo, transformou-se num espaço de negócios e o complexo conta com uma completa infra-estrutura para eventos, inclusive os culturais e artísticos, além das opções de gastronomia, entre elas três restaurantes e bar. Mais informações e reservas (11) 2133 8600 ou na Internet www.clubtransatlantico.com.br

veja também