Famosa pelo maracatu, Recife também é polo gastronômico

Famosa pelo maracatu, Recife também é polo gastronômico

Atualizado: Sexta-feira, 19 Agosto de 2011 as 2

  Capital do frevo, do maracatu e dos bonecos gigantes, da bela Praia de Boa Viagem e do Convento de São Francisco, Recife (PE) não se destaca apenas pelas festas populares, belezas naturais e construções catalogadas como patrimônio histórico e cultural. A cidade é considerada também um dos pólos gastronômicos mais importantes do Brasil. Um atrativo a mais de uma das cidades-sede da Copa do Mundo de 2014.

A Arena Pernambuco está sendo construída em São Lourenço da Mata, a 19 km do Recife, ao custo estimado de R$ 550 milhões, e terá capacidade para 46 mil torcedores. A cidade recebe, anualmente, cerca de 9 milhões de turistas, número que deve crescer consideravelmente no ano da Copa. E quem visitar Recife vai encontrar uma culinária cheia de atrativos.

A capital pernambucana tem pratos ricos em sabores, cores e temperos. De acordo com a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), são cerca de 10 mil estabelecimentos espalhados pela região metropolitana de Recife. Lugares não faltam para comer a carne de sol, o arrumadinho, o sururu, o sarapatel, a caldeirada, o bredo de coco... O Leite, de culinária portuguesa, ostenta o título de ser o único restaurante centenário do Brasil, já que há 129 anos funciona no mesmo endereço, no centro da cidade.

O mercado público de São José é uma ótima opção para experimentar o melhor da cultura local, principalmente os doces. O bolo de rolo, massa finíssima de pão de ló enrolada e recheada com goiabada derretida, conquista qualquer turista. O cartola, banana frita com queijo, manteiga e canela; e o bolo de macaxeira, feito com mandioca ou aipim, também merecem destaque. O Mercado São José é o local perfeito para comprar a famosa tapioca, iguaria pernambucana mais procurada pelos visitantes para levar na mala na hora de voltar para casa.

veja também