Fotos gigantes em Berlim marcam 50 anos do Muro da Vergonha

Fotos gigantes em Berlim marcam 50 anos do Muro da Vergonha

Atualizado: Quarta-feira, 15 Junho de 2011 as 9:33

O prefeito de Berlim, Klaus Wowereit, inaugurou nesta terça-feira (14) uma descentralizada exposição de fotografias gigantes ao ar livre, para lembrar a construção do Muro de Berlim, que completará 50 anos no dia 13 de agosto.

Distribuída em 11 pontos da capital alemã, a mostra exibirá fotografias em preto e branco de dois metros de altura por dois de largura, com imagens da vida cotidiana na cidade partida.   Após ser repartida em quatro setores pelos aliados ao final da 2ª Guerra Mundial, Berlim amanheceu dividida pelo 'Muro da Vergonha' no dia 13 de agosto de 1961 por ordem das autoridades da Alemanha Oriental. O propósito era evitar o despovoamento da República Democrática Alemã (RDA), reduzindo a fuga em massa de cidadãos em direção ao oeste da cidade.

A cidade ficou assim partida pela parede de concreto, que nos meses posteriores foi reforçada com torres de vigilância e um duplo muro, até ser conhecida como a Faixa da Morte.

Segundo os historiadores, pelo menos 136 pessoas morreram tentando fugir nos 28 anos de existência do muro, até sua queda no dia 9 de novembro de 1989. "O dia 13 de agosto de 1961 foi um dia de vergonha e tristeza", afirmou Wowereit na inauguração da mostra.

A cidade de Berlim preparou um amplo calendário de atividades por ocasião do aniversário da construção do muro, entre eles uma exposição sobre a vida na cidade partida, no Museu de História Alemã, inaugurada há algumas semanas pela chanceler Angela Merkel, criada na RDA.    

veja também