França tem o recorde de visitação mundial; leia entrevista

França tem o recorde de visitação mundial; leia entrevista

Atualizado: Quinta-feira, 11 Novembro de 2010 as 2:04

Expressando-se em português fluente, Paul Roll, o diretor-geral do Paris Convention & Visitors Bureau (www.parisinfo.com) desde 2001 é um renomado formulador de políticas de fomento turístico.

A França (cujo site oficial é www.franceguide.com/portugues) detém o recorde mundial de visitação, recebendo uns 80 milhões de visitantes estrangeiros/ano --e Paris, porta de entrada principal dos voos, é partícipe primeira desse sucesso.

Hoteleiro por formação, Roll, de 56 anos, trabalhou no grupo Accor e no Club Med, morou em Hong Kong, em Toronto, em Roma e, em Paris, foi presidente do Instituto de Pesquisa e Altos Estudos em Turismo (Irest) da Universidade Sorbonne. Leia a seguir trechos da entrevista concedida por ele à Folha.

Folha - Quantos turistas estrangeiros a cidade de Paris recebeu em 2009?

Paul Roll - Foram 27 milhões [o Brasil todo recebeu 4,8 milhões de visitantes do exterior no ano passado].

De onde eles vieram e quantos eram brasileiros?

Os Estados Unidos foram os primeiros, totalizando o envio de 1.224.975 de pessoas; depois, veio o Reino Unido, que mandou para Paris 1.108. 017 turistas; a seguir, em terceiro lugar, ficou a Itália, com um total de 725.688 visitantes.

A Espanha, quarta colocada, totalizou 603.054 pessoas; a Alemanha veio depois, com 567.979 turistas visitando a capital francesa.

Em sexto, o Japão mandou 499.350 turistas para Paris e, em sétimo, ficou o Brasil, com 356 mil visitantes, um número bastante expressivo.

Paris é a cidade mais visitada do mundo?

É a mais visitada por estrangeiros -e as estatísticas refletem isso: Paris tem 1.466 hotéis (que, juntos, somam 76.048 quartos), 74 apart-hotéis de turismo (o que adiciona 5.000 apartamentos); um camping e 29 centros de hospedagem para jovens (ou seja, mais umas 500 camas de hotel). E tem uns 32 mil "coach surfers", que são pessoas que se hospedam em casas particulares.

E que outras informações numéricas e sobre hotéis são relevantes com relação a Paris?

A capital da França tem mais de 10 mil cafés e restaurantes; o site do Paris Convention & Visitors Bureau --o www.parisinfo.com- soma 6 milhões de visitas/ano.

Os hotéis-palácio parisienses estão entre os mais notáveis: o novo Fouquet Barrière, o Plaza Athénée, o Le Bristol, o Hôtel de Crillon, o Le Meurice --esquecemos algum? E há hotéis que fizeram ou estão fazendo grandes reformas, caso do Royal Monceau by Raffles Hotels; do Paris Shangri-La; do Paris Mandarin Oriental. Acabamos de criar a categoria cinco estrelas, que não existia. E vamos ter uma categoria chamada "palace", aplicável às propriedades luxuosas e clássicas, como o Plaza Athénée, Georges V/ Four Seasons.

Convém mencionar tantos outros, hotéis de redes como Accor e Concorde, e outros menores, caso do hotel Lotti, próximo à praça Vendôme, e do hotel La Maison Champs Elysées, na rua Jean Goujon, que abre no início de 2011.

O sr. nasceu no Chile, morou em Portugal e em Hong Kong. Quantas vezes veio ao Brasil?

Vou ao Brasil uma vez por ano desde 2006. A minha primeira visita ao país ocorreu em 1970.

Minha avó morreu com passaporte brasileiro. Não por causa do passaporte (risos)! Ela era russa.

Gosto imensamente de música, de literatura e de poesia brasileiras e tenho predileção pelo trabalho de Dalton Trevisan; na literatura portuguesa, leio ainda com grande prazer os escritos de Lobo Antunes.

veja também