Governo quer estimular o turismo com novos vôos dos Estados Unidos para o Brasil

Governo quer estimular o turismo com novos vôos dos Estados Unidos para o Brasil

Atualizado: Terça-feira, 23 Setembro de 2008 as 12

A partir deste mês os turistas norte-americanos contarão com novos vôos para o Brasil, partindo de diversos pontos dos Estados Unidos, como Nova York, Miami, Atlanta, Chicago, Washington e Los Angeles. Além de atender destinos conhecidos como São Paulo, Rio de Janeiro e Manaus, esses vôos também chegarão a Belo Horizonte e ao Nordeste, pela primeira vez.

O anúncio foi feito ontem, dia 22 de agosto, pelo ministro do turismo, Luiz Barretto, durante o lançamento, em Nova York, da campanha da Embratur "Brasil Sensacional".

O ministro ressaltou que o Brasil é uma das grandes potências emergentes do turismo mundial e lembrou que o bom momento econômico do país oferece mais oportunidade de negócios. Segundo ele, um dos desafios da campanha é aumentar o número de norte-americanos que visitam o Brasil, que no ano passado foi de 700 mil pessoas, que deixaram uma receita de US$ 780 milhões"A campanha tem o papel de diversificar a oferta de destinos, não apenas os mais conhecidos como Rio de Janeiro, São Paulo e Foz do Iguaçu", disse. Segundo Barretto, a diversidade de destinos turísticos pode colaborar para o desenvolvimento regional do país.

O evento contou com a participação dos governadores de Pernambuco, Eduardo Campos, e da Bahia, Jacques Wagner, que ressaltaram a importância do turismo para os estados do Nordeste.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que o governo federal está fazendo a sua parte para receber bem os turistas, como melhorias nas estradas. "Se você convida alguém para ir a sua casa, tem que garantir que pelo menos vai ter cerveja gelada para oferecer", disse.

De acordo com o presidente, agora os americanos vão ter mais oportunidades para visitar o Brasil. "Com apenas oito horas de distância, num avião confortável, com uma passagem razoavelmente barata, vocês podem descer em um país de 8,5 milhões de quilômetros quadrados, fazer o turismo que vocês quiserem e visitar possivelmente parte das coisas mais belas que a natureza nos ofereceu", disse.

veja também