Grupo Wyndham de hotéis abre de unidades no Brasil

Grupo Wyndham de hotéis abre de unidades no Brasil

Atualizado: Quarta-feira, 25 Maio de 2011 as 10:52

Sob o comando da ex-secretária de Estado de Turismo de Minas Gerais, Érica Drumond, a rede Vert Hotéis pretende investir pesado no Brasil nos próximos anos. As metas são ambiciosas: abrir 20 novos empreendimentos com a bandeira Ramada em três anos e 90 do grupo no prazo de 15 anos. “Pretendemos ter uma representatividade de 10% no volume de negócios globais da marca”, anuncia a presidente do grupo. Segundo Érica, a prioridade são as cidades de São Paulo, Brasília e Rio de Janeiro.

“Vamos posicionar as bandeiras Ramada Encore, Ramada Suítes e Ramada Plaza nas principais capitais brasileiras”, afirma a executiva. O primeiro de uma série de investimentos já está de portas abertas. O Ramada Airport, em Lagoa Santa, em Belo Horizonte ganhou mais 40 unidades e um centro de eventos para mil pessoas. No total foram aplicados R$ 10 milhões somente na ampliação, com o aumento de 35% no faturamento global desde o início da operação pela Vert.   Em Minas Gerais, a bandeira Ramada Worldwide também estará fincada nos municípios de Belo Horizonte, Lagoa Santa e Ouro Preto, com planejamento de chegar aos grandes centros (incluindo Salvador) nas linhas Plaza (superior), Hotel e Suítes (mid-scale) e Encore (econômica). Os da Vert Hotéis, além da capital mineira, estará presente nas cidades de Macacos, Florianópolis, Garopaba, Ouro Preto e Ravena. “Estamos buscando investidores, famílias, fundos, grupos e incorporadores dispostos a analisar nosso plano de negócios”, reforça ela.

Érica garante que as estratégias adotadas não terão foco somente em eventos específicos como Copa do Mundo e Olimpíadas. “A duração é limitada e não rentabiliza a verba aplicada num hotel. Nossos investimentos estão ligados ao desempenho da economia brasileira”, diz. O grupo também aposta em um crescimento de mercado ligado ao PIB do país até 2015, de 30%. “São Paulo, por exemplo, precisará de algo em torno de cinco mil leitos, no mínimo, para atender o gargalo atual e a demanda futura”, finaliza. Com a expansão do grupo serão gerados mais de 1.700 empregos diretos.    

veja também