Hotéis de luxo aceitam animais de estimação e investem em mimos

Hotéis de luxo aceitam animais de estimação e investem em mimos

Atualizado: Sexta-feira, 16 Setembro de 2011 as 10:38

O universo da hospedagem de luxo são se restringe aos humanos. Em alguns dos hotéis mais sofisticados do mundo, como o Le Meurice, em Paris, o Essex House, em Nova York, e o Four Seasons, da Inglaterra, os animais de estimação também merecem tratamento cinco estrelas.

No Le Meurice, por exemplo, a caminha forrada com plush ou camurça tem formato de ovo – a inspiração veio de Salvador Dalí – e foi fabricada em cerâmica mate laqueada. Logo na chegada, o animal ganha uma etiqueta para a coleira e um bowl personalizado. À tarde, para não se entediar no quarto, o cachorrinho poderá seguir para um passeio guiado pelo Jardin des Tuileries.

Os que estiverem no Mandarin Oriental, em Miami, ainda poderão se divertir no Doggie Boot Camp, com treinador à disposição para brincadeiras ou pequenas lições de boas-maneiras.

Mas quem não quiser correr o risco de misturar seu cãozinho com o dos outros poderá contar com o serviço de dog-sitter ou day care do hotel Peninsula Beverly Hills. Ali, os pets mais estressados poderão relaxar no salão de belezas ou na massagem. Os serviços também estão à disposição da matilha mais refinada no hotel Las Ventanas Al Paraíso, de Los Cabos, no México. Ali, os cãezinhos que acompanham seus donos à praia têm direito a cabaninhas especiais para proteger do sol.

Os mimos continuam na hora da comida. Os bichos com paladar exigente podem ficar tranquilos no Peninsula Beverly Hills, que conta com pratos gourmet como o Lorenzo’s Turkey Burger, para o animal que precisa ficar na linha, e Hot Dog for the Top Dog. O Las Ventanas Al Paraíso de Los Cabos, no México, oferece opções para gatos, como The Claw Cleaner, com atum, ovo picado e sour cream, e Kitty Captain’s Plate, com ovos mexidos e salmão pochê, e para cachorros, por exemplo, A Ruff con Pollo, com peito de frango, arroz e tomate.

No Essex House há petiscos feitos pelo chef-pâtissier e tigelas de água e comida da grife Wagwear com tapetinho combinando. E no Four Seasons Hampshire, no interior da Inglaterra, a qualidade da comida orgânica é garantida pelo “recepcionista” da turma de quatro patas, o labrador Oliver Beckington, contratado para a função.

Além do cardápio de comidas, no Essex House existe um cardápio de coleiras e guias de diversas cores para o animalzinho fashion. E, caso o dono peça com antecedência, o pet poderá receber uma bolsa especial, com cobertor de plush bordado com monograma. Já no The Peninsula Beverly Hills, até as toalhas são personalizadas.

E, para que não haja ciúmes na hora de dormir, as camareiras do Mandarin Oriental Miami já estão devidamente orientadas a preparar tanto a cama dos hóspedes de duas pernas, quanto dos de quatro patas, para o sono tranquilo.

A política de cobrança pela hospedagem dos pets varia de hotel para hotel. O programa A Dog’s Delight, do Jumeirah Essex House, não tem custo adicional para o hóspede, assim como as mordomias caninas da rede Four Seasons. O Mandarin Oriental Miami cobra um depósito de US$ 200 na reserva, com US$ 100 devolvidos ao final da estadia se o animalzinho não tiver feito grandes estragos. Há também uma taxa de US$ 100 para limpeza.

veja também