Hotéis e pousadas ainda são os meios de hospedagem preferidos dos brasileiros

Hotéis e pousadas ainda são os meios de hospedagem preferidos dos brasileiros

Atualizado: Terça-feira, 1 Março de 2011 as 3:40

Quando viajam, os brasileiros preferem ficar em hotéis ou pousadas. Em janeiro deste ano, 52,2% deles apontaram esses meios de hospedagem como os preferidos. Apesar disso, ficar na casa de parentes e amigos têm preferência significativa, de 33,6%, mostra a Sondagem de Expectativas do Consumidor – Intenção de Viagem, mensurada pela FGV (Fundação Getulio Vargas) e divulgada pelo Ministério do Turismo na última semana.

Em janeiro do ano passado, o percentual daqueles que escolheram hotéis e pousadas como meios de hospedagem era menor, de 47,3%. Já a parcela daqueles que optaram pela casa de parentes e amigos chegava a 36,1% - percentual maior que o verificado no primeiro mês deste ano.

Ao longo de 2010, esses estabelecimentos foram os preferidos dos brasileiros. Em dezembro, o percentual de preferência entre os dois meios de hospedagem ficou bem próximo, atingindo 44,6%, considerando os hotéis e pousadas, e 41,9%, considerando a casa de amigos e parentes.

No mês passado, os brasileiros apontaram outros meios de hospedagem como preferidos. Do total de 2 mil entrevistados, 6,5% disseram que ficam em residência própria quando viajam, ao passo que 4,9% ainda apontaram a residência alugada como meio de hospedagem.

Para a pesquisa, foram entrevistados moradores de sete capitais do País (Belo Horizonte, Brasília, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Salvador, São Paulo e Recife). Os dados foram coletados entre os dias 3 e 21 de janeiro.

Casa de parentes e amigos

Os brasileiros com renda de até R$ 2.100, quando viajam, ficam na casa de parentes e amigos: 63,2% deles escolhem essa opção, contra 17,7% dos que optam por hotéis e pousadas. Por outro lado, esses estabelecimentos são os preferidos de 77,3% dos brasileiros com renda acima de R$ 9.600. Entre eles, apenas 12,6% ficam na casa de parentes e amigos.

Os dados ainda mostram que, entre os que têm ganhos de R$ 2.101 a R$ 4.800, 51,3% preferem o hotel e 37,6% a casa de parentes e amigos. Já entre os que recebem entre R$ 4.801 e R$ 9.600, 60,3% preferem o hotel e 22,9%, a casa de parentes e amigos.

Entre os homens, 65,8% preferem hotéis e pousadas e 22,4%, a casa de parentes e amigos, ao passo que entre as mulheres os percentuais a preferência no primeiro caso alcança os 57,2% e, no segundo caso, os 27,9%.

Recifenses preferem casa de parentes

A sondagem mostra que, em janeiro, a maioria dos recifenses afirmou preferir a casa de amigos e parentes a hotéis e pousadas, quando viajam. Ao todo, 52,4% escolheram a segunda opção e 45,4%, a primeira.

Em Salvador, por outro lado, encontra-se o maior percentual de pessoas que preferem os hotéis: são 71,6%, contra 17,9% que optam pela casa de parentes e amigos. Em Belo Horizonte, 60,3% apontaram os hotéis como o meio de hospedagem preferido, ao passo que 26,5% escolheram a casa de parentes.

Os hotéis também são os preferidos pelos que moram em Brasília (45,1%), Porto Alegre (52,9%), Rio de Janeiro (49,5%) e São Paulo (52,5%). Considerando a casa de parentes e amigos, os percentuais alcançam 37,1% em Brasília, 35,7% em Porto Alegre, 35,5% no Rio de Janeiro e 33% em São Paulo.

Meios de transporte

Em janeiro, o avião foi apontado como o meio de transporte preferido dos entrevistados, sendo escolhido por 60,1% deles. O automóvel vem em seguida, com 25%, e o ônibus é o preferido de 9,5% dos entrevistados.

Por faixa de renda, o avião é o preferido de 36,1% daqueles com ganhos de até R$ 2.100, de 58,1% daqueles com renda ente R$ 2.101 e R$ 4.800, de 63,8% daqueles com ganhos de R$ 4.801 e R$ 9.600, e de 80,5% entre aqueles com renda acima de R$ 9.600.

veja também