Hotéis são o principal foco das fraudes envolvendo cartões de crédito

Hotéis são o principal foco das fraudes envolvendo cartões de crédito

Atualizado: Segunda-feira, 6 Dezembro de 2010 as 1:17

Os hotéis são o principal foco dos ataques com fraudes e roubo de dados envolvendo cartões de crédito, revelou um estudo da empresa de segurança Trustwave.

Segundo a pesquisa, que foi realizada em 24 países com 218 empresas de várias áreas, o nível de vulnerabilidade dos hotéis em relação aos ataques chega aos 38%.

"A reserva de quarto por e-mail ou formulário eletrônico sem proteção – muitas vezes com adiantamento de taxas via cartão de crédito – é uma das práticas da hotelaria mundial que precisam ser repensadas para melhorar sua segurança", afirma o diretor da Trustwave para América Latina, Jarret Benavidez.

Na avaliação do executivo, a incidência de crimes deverá aumentar, principalmente com a chegada das férias de verão, época em que os hotéis costumam ficar cheios.

Os restaurantes também devem redobrar a atenção neste período, informa a empresa. O índice de vulnerabilidade do segmento atingiu 13% dos incidentes verificados pela pesquisa.

"Ao fazer suas operações empregando a internet pública e sem obedecer as regras rigorosas de conformidade com as normas de segurança, estes estabelecimentos contaminam toda a cadeia de transações e geram prejuízos gigantescos para todos os seus elementos", explica Benavidez.

Os dois segmentos juntos respondem por 51% das vulnerabilidades, o que, de acordo com o executivo, pode transformar os esforços de bancos e operadoras de cartão, em implantar redes seguras, em perda de tempo.

Mudanças

O consenso da empresa é de que toda a industria de cartões passe por mudanças profundas, a fim de implementar padrões rigorosos de sistemas de segurança de transações.

Na guerra contra fraudes, os cybercriminosos saíram na frente. Segundo a Trustwave, os golpistas virtuais são munidos de técnicas para sequestrar ou roubar dados via Web, aparelhos para clonagem de cartões e até interceptadores capazes de captar transações com terminais de pagamento móvel.

"Considerando-se que cartões de crédito sejam a forma de pagamento e saque praticamente obrigatória para quem viaja e se hospeda em hotéis, a sugestão para os usuários é a de vigilância máxima sobre suas contas de cartão durante o período de viagem", descreve Benavidez.

Dados de notebooks, smartphones e iPads também correm risco de serem atacados pelos criminosos, relata a empresa.

veja também