Inhotim é obrigatório pra quem curte arte e paisagismo

Inhotim é obrigatório pra quem curte arte e paisagismo

Atualizado: Quarta-feira, 4 Agosto de 2010 as 3:38

Idealizado pelo empresário de mineração Bernardo Paz, o local é como um grande museu a céu aberto, com galerias exibindo trabalhos de arte contemporânea brasileiros e gringos. Espalhadas por uma grande fazenda de 97 alqueires, bem próxima do centro de Brumadinho, as galerias exibem principalmente instalações e trabalhos de grandes dimensões. E, se Inhotim fosse "só" isso, já seria fabuloso.

Mas não é só.

Essas galerias espalhadas pela propriedade são envoltas por jardins e lagos belíssimos, idealizados pelo célebre paisagista Roberto Burle Marx (1909-1994) juntamente com Bernardo Paz. Aberto em 2006, o Instituto começou a tomar forma física dois anos antes, mas já vinha sendo imaginado e planejado desde a década de 1980.

O acervo de Inhotim também vem sendo formado desde os anos 1980, e hoje conta com nomes de projeção internacional, como Matthew Barney, Hélio Oiticica, Tunga, Doris Salcedo, Janet Cardiff & George Bures Miller, Chris Burden, Paul McCarthy, Cildo Meireles e Iran do Espírito Santo, só para citar alguns. E a coleção aumenta a cada semana: são 11 galerias dedicadas a obras permanentes, outras quatro dedicadas a obras temporárias e muitos trabalhos espalhados pelos jardins.

Com mais de 4.500 espécies de plantas, a fabulosa propriedade conta com nada menos que 1.300 espécies de palmeiras crescendo nos viveiros e jardins, aproximadamente. Dá para imaginar o prazer visual de estar num lugar assim?

Como o "museu" exige várias horas para ser percorrido, carrinhos elétricos são disponibilizados para os visitantes, que também podem almoçar – muito bem, por sinal – no restaurante do local, cujo bufê de saladas é um dos mais incríveis e apetitosos que já vi.

O valor da entrada é R$ 16 (com direito a meia-entrada para estudantes), e também há uma lojinha com camisetas, objetos para a casa e escritório e livros, como um catálogo bem completo sobre a instituição (R$  120). Vale preparar o bolso para o bufê, também: ainda que custe R$ 42 por pessoa, vale a pena saborear a variedade de legumes, verduras e quitutes do estabelecimento.

Quem vai a Inhotim percebe: o misto de museu e jardim a céu aberto, no meio da mata, é como um sonho de criança tornado real. E compartilhado com as pessoas. Vale muito a visita, tanto pela arte quanto pela natureza, pela comida, pela caminhada, pelo inusitado...

Instituto Inhotim

Onde: Brumadinho (MG), a 60 km de Belo Horizonte - acesso pelo km 500 da BR-381 – sentido BH-SP

Quando: quarta a sexta, das 9h30 às 16h30; sábado e domingo das 9h30 às 17h30

Quanto: R$ 16 (meia-entrada para estudantes e maiores de 60 anos com comprovante)

Transporte: saída da rodoviária de Belo Horizonte às 9h (plataforma F2) e retorno às 16h, aos sábados e domingos

Informações: www.inhotim.org.br

Por: Fabio Rigobelo

veja também