Investigação sobre incidente em voo Caracas-Paris

Investigação sobre incidente em voo Caracas-Paris

Atualizado: Terça-feira, 6 Setembro de 2011 as 2:22

O Escritório de Investigação e Análise (BEA, na sigla em francês) abriu uma investigação sobre um incidente que aconteceu em julho em um voo da Air France que ligava Caracas a Paris, informaram nesta terça-feira à Agência Efe fontes do órgão.

Trata-se de uma das cerca de 400 investigações empreendidas pelo escritório todos os anos, mas, segundo destacou o jornal "Le Figaro" nesta terça-feira, o BEA se interessou pelo caso por sua similaridade com a tragédia do voo da Air France entre Rio de Janeiro e Paris em junho de 2009, que caiu com 228 pessoas a bordo.

"Houve um incidente nesse trajeto, a Air France nos informou, abrimos a investigação e quando terminar, ainda não sabemos quando, divulgaremos as conclusões", indicaram as fontes.

Segundo o jornal, os dois casos são semelhantes na medida em que ambos começaram quando a aeronave atravessava uma zona de forte turbulência. No entanto, no voo que partiu da Venezuela, o saldo foi de apenas duas pessoas levemente feridas.

Em ambos os casos, a julgar pelos dados de um relatório ao qual "Le Figaro" teve acesso, o piloto automático desligou-se, o avião alcançou uma grande altitude e perdeu posteriormente muita velocidade, embora no caso venezuelano o controle da aeronave não foi perdido.

"A investigação vai permitir averiguar se há um problema nos Airbus ou se a questão é de formação de pessoal", indicaram ao jornal fontes ligadas ao caso, segundo as quais a verificação está orientada a esclarecer por que o piloto automático se desligou, e por que o avião ganhou tanta altitude.

veja também