Linha de crédito vai financiar R$ 200 milhões para empresas de turismo

Linha de crédito vai financiar R$ 200 milhões para empresas de turismo

Atualizado: Terça-feira, 9 Junho de 2009 as 12

O  ministro do Turismo, Luiz Barretto, e o ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Luppi, lançaram, nesta segunda-feira, 8 de junho, no Forte de Copacabana, no Rio, a linha de crédito especial Giro Setorial Turismo. Serão R$ 200 milhões do FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador) que servirão para o financiamento de investimentos e capital de giro de empresas prestadoras de serviços do setor. A linha especial foi aprovada pelo Codefat (Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador).

Por meio da linha de crédito micro, pequenas, médias e grandes empresas do setor terão direito a empréstimos de até R$ 5 milhões, a serem pagos no prazo máximo de três anos, com carência que pode chegar a 18 meses. De acordo com Carlos Lupi, a intenção é que os financiamentos individuais tenham valores de R$ 5 mil a R$ 10 mil, para que a linha seja a mais diversificada possível. "Esse é um setor de grande potencial para geração de empregos. A área de serviços foi a que mais cresceu nos últimos cinco meses. O turismo é uma vocação do Brasil ", disse o ministro.

Os empréstimos poderão ter dois tipos de taxas de juros: uma pós-fixada, que não poderá ultrapassar a TJLP (Taxa de Juros de Longo Prazo), atualmente em 6,25% ao ano, acrescida de até 2,8% ao ano, e outra, prefixada, que será de até 8,5% ao ano. Esses valores se referem ao teto do financiamento, de acordo com critérios definidos pelo Codefat. A linha será operada pelo Banco do Brasil e pela Caixa Econômica Federal.

Para Luiz Barretto, o Giro Setorial Turismo é um sinal de que o Brasil sabe lidar com a crise internacional. “É simplesmente o País que melhor enfrenta a crise. Todos os índices dos últimos dois meses dão conta do que estou falando. São R$ 200 milhões para o financiamento neste momento, mas essa verba deverá aumentar ainda mais no futuro. O turismo gera 6 milhões de emprego no Brasil e temos ainda uma Copa do Mundo chegando, o que deverá fortalecer ainda mais o setor”, argumentou.

As empresas que confirmarem adesão à linha de crédito se comprometem a gerar ou manter empregos, sob pena de ter o vencimento antecipado do contrato de financiamento. É necessário ter cadastro no Ministério do Turismo para ter direito aos recursos do FAT. O registro é feito on-line no site http://www.cadastur.turismo.gov.br/ .

veja também