Mar azul e ruínas milenares formam cenário das Ilhas Gregas

Mar azul e ruínas milenares formam cenário das Ilhas Gregas

Atualizado: Segunda-feira, 11 Janeiro de 2010 as 12

Se existe um lugar para onde todo mundo já sonhou em ir um dia, este lugar é a Grécia. As Ilhas Gregas são lindas! Entre as paisagens magníficas e ruínas milenares, os mitos vencem a história e os sonhos navegam em mares de um azul incrível!

A Grécia sempre provoca suspiros: o romantismo das ilhas, a sofisticação dos cruzeiros, as praias paradisíacas, o sonho de estar debaixo do sol entre casinhas brancas e o azul do mar, o encontro do Oriente e o Ocidente, a grandiosidade dos templos, o mistério das ruínas...

Pisar numa praia grega pela primeira vez é uma grande experiência- a começar pelo fato que, para chegar nela, você participou de um Cruzeiro pelo mar Egeu. Claro que existem os cruzeiros luxuosos, iates, veleiros,mas existe também uma forma muito comum e barata que são os ferry boats que, adespeito da sofisticação da primeira classe,abriga mochileiros do mundo inteiro e senhoras ortodoxas vestidas de preto dos pés à cabeça.A Grécia leva consigo o mito e a história que todos fazemos idéia, mas ainda é muito mais que isto, e você só vai descobrir estando aqui.

Há muitas e muitas ilhas, na verdade umas 3 mil, ninguém sabe ao certo; das quais, aproximadamente 100 são habitadas.Dentre elas, uma das mais famosas é Mikonos,uma das ilhas do arquipélago das Cíclades. O lugar é um paraiso,seja pelo charme de suas casinhas brancas, seja pela beleza da natureza, ou pelo fato de que entre suas praias, quase todos estão como vieram ao mundo, o que corrobora a tese que na Grécia só existem dois tipos de praias, aquelas onde se usa roupa e aquelas onde é obrigatório ficar pelado.Outra coisa curiosa é que nesta praia,a Super Paradise uma das mais famosas frequentada por hippies nudistas desde 1960, não há areia...apenas pedras e pedregulhos. Estender uma esteira aqui, seria impossível.Então usemos as espreguiçadeiras e vemos com a maior naturalidade famílias inteiras divertindo-se nuas. Á tarde você poderá conhecer as igrejas de Mikonos, para ser preciso são 365 igrejas, uma para cada dia do ano, cada uma dedicada a um santo específico. O povo grego é extremamente religioso (cerca de 95% dos gregos pertencem a religião ortodoxa). Interessante que quase todas as famílias possuem uma igreja em seu quintal usada para casamentos e batizados.Para os turistas, no entanto, funciona como marca registrada das ilhas - em Santorini o telhado das igrejas pode ser azul-escuro ou branco; em Mikonos é sempre vermelho; em Paros, azul-claro, e por aí vai.Charmosas e graciosas, o fato é que as igrejas, assim como os moinhos de vento formam mais um daqueles ícones que fazem borbulhar o imaginário sobre a Grécia.

Á direita do arquipélago de Cíclades, está o Dodecaneso, as doze ilhas enfileiradas à costa da Turquia,das quais a de Rhodes é a mais conhecida. Abaixo de tudo,está a famosa Creta e o Palácio de Cnossos, que há quarenta séculos teve a honra de ser o berço da civilização européia.De acordo com a mitologia, era aqui, no labirinto do palácio, que morava o Minotauro, monstro metade touro, metade homem.

A impressão que se tem é que saindo de uma ilha já tropeçamos em outra, parece um erro de cálculos porque demora-se muito para atravessar as ilhas; por exemplo,de Paros à Santorini, separadas apenas por 30 km, você gasta 6 horas no ferry boat, como se fosse um taxi marítimo,ou 2 horas de hidrofógio, barco mais leve e mais rápido.Você vai fazendo amigos no navio, assistindo a shows, observando as ilhas passarem na calma do mar Egeu.

Melhor época do ano para ir é na primavera pois o verão em Julho, chega a 40 graus.O fuso horário é bem confuso já que os dois países adotam o horário de verão; no verão a diferença é de 4 horas e no inverno é de 6 horas.Não volte sem pegar um bronzeado nas ilhas e trazer umas malhas na mochila, elas são uma pechincha!

Por: Yoko Nakamura

veja também