Maresias vai eleger o primeiro waterman da costa brasileira

Maresias vai eleger o primeiro waterman da costa brasileira

Atualizado: Terça-feira, 30 Agosto de 2011 as 1:44

Um waterman é quase um peixe. Ele é um homem do mar, que não consegue ficar longe da água salgada, seja surfando, remando ou nadando. “Ele é respeitado em todos os países que apresentam grandes costas litorâneas”, explica o surfista Edilson Luís da Assunção, o Alemão de Maresias.   Alemão e Romeu Andreatta, da revista Alma Surf, estão à frente do 1º Desafio Waterman brasileiro, que vai rolar dias 10 e 11 de setembro, na Praia de Maresias, em Sebastião (SP). O encontro pretende reunir os principais esportistas do mundo apontados como homens do mar, para escolher o mais forte entre eles. “Chegou a hora de o Brasil enxergar e venerar os verdadeiros homens do mar”, diz Alemão, morador da praia no Litoral Norte de São Paulo.

E se a dupla realmente conseguir juntar a tropa que convidou, este será um dos maiores eventos de watermen do mundo. Veja a lista (respire fundo para conseguir chegar ao final): entre os brasileiros confirmados estão Carlos Burle, Rodrigo Resende, Danilo Couto, Haroldo Ambrosio, Sylvio Mancusi, Leco Salazar, Marcos Monteiro, Alessandro Matero, Felipe Cesarano; ainda não confirmados: Guilly Brandão, Romeu Bruno, Phil Rajzman, Dave Kalama e o ator e também surfista Paulo Zulu.

Já entre os gringos, nenhum ainda conformou a presença, mas a lista é forte: nada menos que Laird Hamilton, Jamie Mitchell, Garrett McNamara, Chuck Patterson e Brian Keaulana. As “waterwomen” brasileiras Silvia Nabuco, Nicole Pacelli, Andrea Moller, Carol Freitas e Viviane Matero participarão de uma exibição, sem disputa. Maya Gabeira também foi convocada, mas ainda não confirmou.   A competição em si

A ideia é que os todos os convidados compitam nas quatro modalidades propostas – natação, stand up paddle (SUP), canoa havaiana e surfe – usando os mesmos equipamentos. Ou seja, vai se consagrar o atleta que realmente tiver o melhor preparo físico e psicológico dentro da água.

No primeiro dia acontecem as eliminatórias, em dois grupos. As provas de natação, SUP e canoa havaiana serão avaliadas por tempo, com um percurso de mil metros para natação, 6 mil para SUP, mais 6 mil para canoa. O surfe vai ser computado pelas ondas que cada atleta pegar dentro de um perímetro definido por boias.   Depois, os cinco melhores de cada grupo irão se juntar no dia seguinte, em disputa que vale uma premiação total de 19 mil reais, mais equipamentos e o título de waterman. “O desafio é um sonho que será realizado, e que valoriza não só o esporte, mas dá nova luz aos atletas e suas performances”, diz Alemão.

  Para outras informações acesse www.desafiowaterman.com.br . O evento para os espectadores será gratuito.

veja também