Melhor Idade escolhe Maceió como destino turístico

Melhor Idade escolhe Maceió como destino turístico

Atualizado: Quinta-feira, 30 Setembro de 2010 as 3:03

O público da melhor idade descobriu, há três anos, que poderia comprar um pacote turístico feito especialmente para ele: com transporte, hospedagem, alimentação e passeios que atendam às necessidades de quem já passou dos 60 anos. Hoje, o mercado de operadores sabe muito bem que esse nicho existe, cresce ano a ano, e que veio para ficar. Nesse segmento de mercado, Maceió está entre os dez destinos mais vendidos do país, no programa Viaja Mais Melhor Idade.

A informação foi divulgada durante o 34º Encontro Comercial da Associação Brasileira das Operadoras do Turismo (Braztoa), realizado nos dias 23 e 24, no Centro de Convenções Frei Caneca, em São Paulo, com um número de agentes 59% maior do que na edição de setembro do ano passado: exatamente 3.037 profissionais passaram pelos corredores do Caneca, nos dois dias do evento. No ano passado, foram 1.908 agentes. Na edição de março de 2010, o número de participantes chegou 2.124 pessoas. Com o evento deste mês de setembro, o número total de participantes este ano passou dos 5 mil (60% maior do que há um ano), um recorde.

Para a secretária de Promoção do Turismo, Claudia Pessôa, que participou do evento da Braztoa, as cidades de Maceió e Maragogi são destinos que atendem a todas as necessidades do público da melhor idade. "É muito bom saber que Maceió é um destino querido por esse público, que gosta de viajar para o lazer e diversão". Além de promover a capital alagoana para os agentes de viagem na Braztoa, este ano a Secretaria Municipal de Promoção do Turismo (Semptur) marcou presença na Expoflora (maior feira de flores da América Latina), em Holambra, onde 80% do público é da melhor idade.

O programa responsável pela "descoberta" destes pacotes customizados é o Viaja Mais Melhor Idade, do Ministério do Turismo e da Braztoa (Associação Brasileira das Operadoras de Turismo). Mesmo com os números de venda do mês passado ainda não consolidados, já se sabe que o programa levou mais de 500 mil pessoas a viajar pelo Brasil em condições que antes não eram encontradas nas agências de viagem. Seja pelas características do produto, seja pelo preço, sempre competitivo. Nos primeiros quatro meses deste ano, foram vendidos 92 mil pacotes. De 2007 a 2009, viajaram 389 mil pessoas.

O público da melhor idade descobriu, há três anos, que poderia comprar um pacote turístico feito especialmente para ele: com transporte, hospedagem, alimentação e passeios que atendam às necessidades de quem já passou dos 60 anos. Hoje, o mercado de operadores sabe muito bem que esse nicho existe, cresce ano a ano, e que veio para ficar. Nesse segmento de mercado, Maceió está entre os dez destinos mais vendidos do país, no programa Viaja Mais Melhor Idade.

A informação foi divulgada durante o 34º Encontro Comercial da Associação Brasileira das Operadoras do Turismo (Braztoa), realizado nos dias 23 e 24, no Centro de Convenções Frei Caneca, em São Paulo, com um número de agentes 59% maior do que na edição de setembro do ano passado: exatamente 3.037 profissionais passaram pelos corredores do Caneca, nos dois dias do evento. No ano passado, foram 1.908 agentes. Na edição de março de 2010, o número de participantes chegou 2.124 pessoas. Com o evento deste mês de setembro, o número total de participantes este ano passou dos 5 mil (60% maior do que há um ano), um recorde.

Para a secretária de Promoção do Turismo, Claudia Pessôa, que participou do evento da Braztoa, as cidades de Maceió e Maragogi são destinos que atendem a todas as necessidades do público da melhor idade. "É muito bom saber que Maceió é um destino querido por esse público, que gosta de viajar para o lazer e diversão". Além de promover a capital alagoana para os agentes de viagem na Braztoa, este ano a Secretaria Municipal de Promoção do Turismo (Semptur) marcou presença na Expoflora (maior feira de flores da América Latina), em Holambra, onde 80% do público é da melhor idade.

O programa responsável pela "descoberta" destes pacotes customizados é o Viaja Mais Melhor Idade, do Ministério do Turismo e da Braztoa (Associação Brasileira das Operadoras de Turismo). Mesmo com os números de venda do mês passado ainda não consolidados, já se sabe que o programa levou mais de 500 mil pessoas a viajar pelo Brasil em condições que antes não eram encontradas nas agências de viagem. Seja pelas características do produto, seja pelo preço, sempre competitivo. Nos primeiros quatro meses deste ano, foram vendidos 92 mil pacotes. De 2007 a 2009, viajaram 389 mil pessoas.

veja também