Ministério do Turismo investirá R$ 440 milhões na preparação do Brasil para a Copa de 2014

Ministério do Turismo investirá R$ 440 milhões na preparação do Brasil para a Copa de 2014

Atualizado: Quinta-feira, 15 Outubro de 2009 as 12

O ministro do Turismo, Luiz Barretto participou, na última quarta-feira (14), de audiência pública na Comissão de Fiscalização Financeira e Controle, da Câmara dos Deputados. Durante a ocasião, Barretto informou que o MTur pretende aplicar R$ 440 milhões para qualificar 306 mil trabalhadores que vão lidar diretamente com os turistas, como garçons, taxistas e recepcionistas de hotéis e guias turísticos durante a Copa do Mundo em 2014.  As ações incluem 80 mil vagas de cursos online em inglês e espanhol, cursos de gestão empresarial para pequenos e micro empresários do turismo, além do programa Próximo Passo, capacitará integrantes do Bolsa Família para atuar no setor de turismo.

Na hotelaria, o ministro afirmou que está em negociação com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para estabelecer uma linha de financiamento que será lançada ainda este ano para ajudar na ampliação e modernização do setor. Segundo ele, outros bancos como o Banco da Amazônia, Banco do Nordeste e Banco do Brasil serão consultados para estenderem os prazos no financiamento ao setor hoteleiro com recursos dos fundos constitucionais do Norte, do Nordeste e do Centro Oeste. ''Estamos discutindo diversas opções de construção e reforma do parque hoteleiro que garantam sustentabilidade ambiental e econômica para as cidades''.

Em relação à infraestrutura turística, Barretto destacou que as cidades-sede poderão ter financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Esses recursos serão destinados a ações como a revitalização de centros históricos, sinalização turística e reforma de terminais rodoviários. Atualmente, o ministério dispõe de uma linha de financiamento de US$ 1 bilhão que poderá ser ampliada.

O ministro destacou, também, a necessidade de mais investimentos a partir do próximo ano para a Empresa Brasileira de Turismo (Embratur) promover a imagem do Brasil no exterior. Barretto lembrou que, mesmo 2010 sendo um ano eleitoral, o trabalho da Embratur é voltado exclusivamente o público internacional. ''Em parceria com o Palácio do Planalto decidiremos qual imagem o Brasil vai projetar nos próximos anos. Essa é a oportunidade para atrair turistas e investidores''.

veja também