Ministro conhece projetos da Cidade do Cabo para a Copa de 2010

Ministro conhece projetos da Cidade do Cabo para a Copa de 2010

Atualizado: Segunda-feira, 22 Junho de 2009 as 12

No último dia de viagem à África do Sul, o ministro do Turismo, Luiz Barretto, conheceu o projeto de infraestrutura turística e a campanha de marketing da Cidade do Cabo, na África do Sul, para a Copa de 2010. O investimento total, segundo as autoridades governamentais, é de US$ 4,5 bilhões, incluindo as obras de transporte público, ampliação do aeroporto local e construção do novo estádio. Desse valor, US$ 3,7 bilhões serão recursos da iniciativa privada. "É importante conhecermos a estratégia da África do Sul para ajustarmos nosso plano de ação para 2014", disse o ministro.

A previsão das autoridades da Cidade do Cabo é de que as principais obras, como o estádio e o sistema de transporte público - inspirado no modelo de Curitiba - sejam concluídas até dezembro. Além da infraestrutura, o legado pretendido pelo governo da Província de Cabo Ocidental, cuja capital é a Cidade do Cabo, é a união das populações branca e negra em torno do futebol. Tradicionalmente, os negros e pobres eram os praticantes do esporte. "Para nós, um dos grandes desafios e uma das grandes oportunidades da Copa é despertar o interesse de toda a população pelo futebol", afirmou a secretária de Turismo da Cidade do Cabo, Mariette du Toit.

Quinze anos depois do fim do apartheid, política de segregação racial que vigorava na África do Sul, o país ainda trabalha para obter a efetiva integração de sua população.

Na promoção do país para a Copa, o Brasil é um dos mercados prioritários. Filmes que mostram a interação entre brasileiros e argentinos em visita à Cidade do Cabo para assistir aos jogos estão sendo exibidos na internet. Em agosto, uma delegação sul-africana virá ao Brasil para divulgar o país especificamente com vistas à Copa de 2010. "Queremos, se possível, que a seleção brasileira fique hospedada na Cidade do Cabo", disse o diretor de Turismo da província de Cabo Ocidental, Calvyn Gillfillian. Um convite formal à Confederação Brasileira de Futebol, feito pela governadora Hellen Ziller, será entregue ao presidente da CBF, Ricardo Teixeira, pelo ministro Luiz Barretto.

veja também