Mistérios de Costa Rica-MS viram atrações turísticas

Mistérios de Costa Rica-MS viram atrações turísticas

Atualizado: Segunda-feira, 3 Maio de 2010 as 9:30

Uma lagoa quente onde ninguém afunda. A água que reage ao barulho. E cachoeiras de quase 70 metros de altura.

Essas são algumas das atrações de Costa Rica, em Mato Grosso do Sul, roteiro do  “Tô de Folga”, quadro do Jornal Hoje da última sexta-feira, dia 30.

Costa Rica fica na junção das bacias do rio Araguaia, bacia Pantaneira e bacia do Paraná, região norte de Mato Grosso do Sul.

Da capital Campo Grande, até aqui são 330 quilômetros de estradas.

Costa Rica tem seis hoteis, com diárias de 60 a 120 reais.

A culinária tem influência de Goiás e Minas Gerais. Por isso, os pratos típicos são frango com pequi e o churrasco sul-mato-grossense não pode faltar.

Mas a maior atração da região está na água, nessa fazenda fica a lagoa "Água Santa". A entrada custa 5 reais.

A lagoa ganhou este nome por causa de um mistério: pode acreditar, nessas águas, ninguém afunda:

"É totalmente diferente. O que ela fica fazendo no teu corpo, fica massageando, é muito interessante", conta Luana Aguiar, estudante.

São pelo menos 13 minas, algumas com água quente. Os pesquisadores explicam que essas águas vem de um lençol freático profundo que está em contado com camada de rocha ainda aquecida.

Essas águas vêm de um lençol freático profundo que está em contato com uma camada de rocha ainda aquecida, o que faz a lagoa entrar em ebulição.

E esta água ainda reserva outras curiosidades: dizem que ela responde às palmas. E tem mais: a areia em contato com as mãos, canta.

A cerca de 20 quilômetros daqui fica o Parque Salto do Sucuriú. Uma das mais belas paisagens do cerrado sul-mato-grossense! São 57 hectares de fauna e flora preservadas.

A posição geográfica é privilegiada. E a natureza ainda guarda outras surpresas: Os bichos são tão mansos que chegam pertinho do turista.

"Eu nunca tinha visto coisa igual, é muito bonito, estou adorando", conta Nilma Nunes, serviços gerais.

Os passeios variam de 15 a 180, assim em grupo no rafting. São oito quilômetros de descida pelo rio Sucuriú. E pra quem ainda quiser mais tem o rapel pelas cachoeiras com a orientação do instrutor

E depois, a tirolesa de 400 metros. antos reais, do alto, uma visão inesquecível.

"Vale cada centavo, foi até barato pela emoção, vale muito a pena", diz André Volci, turista.

Águas agitadas ou tranquilas fazem de Costa Rica um dos destinos mais procurados pelos turistas que querem conhecer a região centro oeste do Brasil.

Agora todo mundo deve estar perguntando: e por que ninguém afunda na Lagoa Santa?

Nós conversamos com o geólogo da Usp, Paulo Bogianni e ele explica: a água subterrânea brota com muita pressão e mantém tudo na superfície. Por causa disso a areia fica agitada. É isso que dá aquela sensação de massagem.

E aquele som que a areia produz é porque quando a gente esfrega as mãos as partículas de quartzo entram em atrito.

Assista ao vídeo da reportagem

Por: Priscila Sampaio

veja também