Motivos para você conhecer Joinville

Motivos para você conhecer Joinville

Atualizado: Segunda-feira, 8 Setembro de 2008 as 12

Conhecida como a "Cidade dos Príncipes", Joinville foi construída por imigrantes europeus na segunda metade do século XIX em uma planície entre o mar e a serra. Seus bairros residenciais se estendem por quilômetros em volta do Centro, que pode ser percorrido a pé com facilidade. O táxi é barato e as distâncias em geral são curtas. Avenidas largas e pacatas e ruas de paralelepípedos são ladeadas por jardins e canteiros de flores. O município tem cerca de 500 mil habitantes, um moderno centro urbano que conserva o jeito simpático da gente do interior.

Quem visita Joinville vai encontrar hotéis limpos, confortáveis e acolhedores. O dia começa com umbom café da manhã, que costuma oferecer Apfelstrudel (torta de maçã), pão caseiro com nata, queijos artesanais e outras iguarias típicas. Com aproximadamente dezessete reais é posível almoçar e jantar bem, há muitas opções de cozinha internacional: alemã, italiana, oriental, churrascarias, cafés coloniais.

A cidade apresenta modelo de desenvolvimento diferenciado, baseado em pequenas e médias empresas organizadas em pólos econômicos e políticas regionais, fugindo do estilo centralizador que originou as metrópoles.  Seu IDHM (Índice de Desenvolvimento Humano Municipal) representado pela região Norte e Nordeste do Estado é de 0, 853, deixando a cidade em segundo lugar na classificação geral no Brasil, conforme a ultima pesquisa realizada, no ano 2000.

Para chegar à Joinville, o acesso é fácil. O aeroporto, a 10 km do Centro por estrada asfaltada, tem uma média de 12 vôos diários de aviões de grande porte, com as principais companhias aéreas do país, direto para São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba e Porto Alegre, ou com escalas em diversas cidades do interior de Santa Catarina e São Paulo.Há também mais três aeroportos alternativos em cidades vizinhas. Joinville está a  135 km de Curitiba por rodovia duplicada, a BR-101, e a 184 km da capital catarinense, Florianópolis, por rodovia em duplicação.

Na cidade há  auditórios e espaços para realização de shows, espetáculos de dança, feiras, exposições e congressos, além de uma oferta abrangente de prestadores de serviços e fornecedores de equipamentos para eventos.  (no site há uma listagem completa com locais, telefones e endereços)

Principais atrações:

Turismo industrial: O Turismo Industrial é um plano de visitação a indústrias de produção alimentícia, bens duráveis e empresas de serviços, apresentação do potencial econômico, da valorização das marcas das empresas envolvidas e da divulgação turística da cidade.

Turismo Eco-Rural: As áreas rurais de Joinville reúnem trechos de Mata Atlântica com o patrimônio cultural deixado pelos moradores da região e da Serra do Mar. As regiões do Piraí, Dona Francisca, Quiriri e Estrada Bonita integram o Turismo Eco-Rural. Nas propriedades o visitante pode encontrar opções gastronômicas locais como pães, cucas, biscoitos, geléias, melado, queijos, embutidos, defumados. Atividades como pesque-pagues, parques aquáticos, trilhas. Nessas áreas rurais, existem restaurantes que oferecem alimentação baseada na produção artesanal da família.

Pontos turísticos:

Barco Príncipe: O iate Príncipe de Joinville III, embarcação de turismo mais bem equipada da costa brasileira, tem capacidade para 350 pessoas. O Príncipe de Joinville III faz passeios pelo arquipélago da Baía da Babitonga. Além de passeios, é possível realizar eventos a bordo do iate.

Rua das Palmeiras (Alameda Brüstlein): Antigo acesso ao Palácio dos Príncipes, impressiona pela beleza e exuberância das palmeiras imperiais gigantescas. Localiza-se na Rua do Príncipe, Centro.

Museu Nacional de Imigração e Colonização: Funciona no Palácio dos Príncipes, com exposição de mobílias, armas, teares, máquinas de escrever, de costura e até carroças e carruagens da época da colonização da cidade.  Localiza-se aos fundos da Rua das Palmeiras.

Parque zoobotânico: O plantel do parque é formado por aproximadamente 200 animais, que são mantidos em regime de cativeiro e por uma grande variedade de animais que co-habitam o complexo florestal do Morro do Boa Vista, mas procuram este lugar em busca de alimentos e abrigos seguros. Localiza-se no Morro do Boa Vista, Bairro Boa Vista.

Caminho dos Príncipes: Engloba as cidades turísticas de Joinville, Jaraguá do Sul, São Bento do Sul, Rio Negrinho, Corupá, Campo Alegre, Itaiópolis, São Francisco do Sul, Itapoá, Barra do Sul e Barra Velha. Apesar do desenvolvimento econômico, o Caminho dos Príncipes é um roteiro essencialmente turístico, com paisagens naturais,cenários rurais e o arquitetura de herança européia. Com exceção de São Francisco do Sul, que é cidade histórica portuguesa, e dos outros balneários litorâneos, os demais municípios do roteiro foram colonizados principalmente por alemães, mas também por suíços, húngaros, tchecos, ucranianos, noruegueses, poloneses e italianos. A região conserva o legado cultural deixado pelos imigrantes pioneiros: cidades ajardinadas, ruas limpas e floridas. Apesar de concentrar o maior pólo industrial do Estado, conserva a beleza natural da Serra do Mar e do seu entorno ? além da Mata Atlântica, com seus córregos e cachoeiras, e da Floresta de Araucárias nos planaltos da Serra Geral e há ainda as encantadoras paisagens rurais. No litoral, a Baía da Babitonga e a cidade histórica de São Francisco do Sul completam o roteiro.

Principais Festas e Eventos:

Festa das Flores: E xposição de orquídeas e plantas ornamentais, com mercado de plantas e concurso de jardins. Hoje no contexto da exposição estão outras manifestações culturais, como: música, dança, concursos, folclore, arte e eventos.

Festa das Tradições de Joinville: Com o objetivo de resgatar e fortalecer a cultura de todas as etnias que contribuíram para a formação de Joinville a festa é realizada em Outubro e integra o circuito catarinense de festas do mês. Um verdadeiro mosaico cultural de Joinville é exibido através de músicas, literaturas, artes, danças, folclores, gastronomias e trabalhos artesanais. Tudo para valorizar e resgatar as heranças culturais dos imigrantes alemães, suíços e noruegueses e italianos que colonizaram a região.

Festival de Dança: Evento consolidado pela tradição, pelo profissionalismo e pela pluralidade dos participantes. Em 26 anos, milhares de bailarinos e amantes da dança chegam a Joinville de todo país e do exterior. São espetáculos completos de balés com nomes consagrados, peças com destaque de diferentes gêneros de dança, apresentações de companhias renomadas.

Festival de Jazz: O Joinville Jazz Festival acontece no mês de junho.  O Joinville Jazz Festival traz shows principais, palcos alternativos (sendo um deles o "Chorinho" no Mercado Municipal), oficinas, clubinho do jazz e jam sessions. Este evento integra o calendário cultural oficial de Santa Catarina. O Festival também abre espaço para novos talentos. A banda "Joinville All Star Band" recebe todo ano cinco novos integrantes escolhidos durante o evento.

veja também