Movimento Turismo Legal chega a Alagoas

Movimento Turismo Legal chega a Alagoas

Atualizado: Terça-feira, 15 Junho de 2010 as 9:43

O turismo vem se desenvolvendo nos últimos anos no Brasil, e em Alagoas, e com ele, novas empresas e profissionais surgem na cadeia produtiva do setor. Por isso, entre os dias 14 e 18 de junho e 21 e 25 de junho, as vans e equipes do Movimento Turismo Legal, parceria do Ministério do Turismo com a Fundação Universa, com o apoio do Sebrae, irão percorrer os principais pontos turísticos e empresas do trade turístico de Maragogi e Maceió, respectivamente.

A ação, que conta com o apoio da Secretaria de Estado do Turismo, tem a finalidade de orientar o público sobre a formalização de empresas, empregos e sobre como se tornar um microempreendedor individual para atuar no setor do turismo.  Na ocasião, será distribuído material informativo sobre o sistema de cadastramento de prestadores de serviços turísticos - Cadastur.

De acordo com a coordenadora de Serviços Turísticos, setor ligado da Setur ligado ao Ministério, Rosário Passos, a ação é de grande importância para a sensibilização de profissionais e empresários sobre a formalização do setor, que abrande hotéis, pousadas, restaurantes, agências de viagens, receptivos e guias de turismo.

"Estaremos nos dois municípios indutores de Alagoas, Maragogi e Maceió, com dois técnicos da Setur e mais quatro da Fundação Universa para atender os empresários, tirar dúvidas e também ajudar a formalizar e cadastrar as empresas no sistema do Ministério, o Cadastur", afirma Rosário.

O atendimento do projeto "Empresa Formal, Turismo Legal" acontece em Maragogi, entre 14 e 18 de junho, na praça Batista Acioli, próximo ao Fórum. Em Maceió a ação será realizada entre os dias 21 e 25, na Avenida Silvio Viana, na Ponta Verde, próximo ao posto de informações turísticas do Alagoinhas.

O Movimento Turismo Legal integra o projeto "Empresa Formal, Turismo Legal", que entre outras vantagens e benefícios, viabiliza o acesso a linhas de financiamento especiais, com juros inferiores aos praticados pelo mercado; oferece cursos de capacitação à distância, maior visibilidade e oportunidades para a empresa e o profissional, sem contar com a credibilidade e segurança do prestador de serviços frente ao turista.

Para mais informações sobre o projeto, acesse o site: www.empresaformalturismolegal.org.br.

veja também