MSC Cruzeiros encerra temporada 2009/2010 com crescimento de 56%

MSC Cruzeiros encerra temporada 2009/2010 com crescimento de 56%

Atualizado: Quarta-feira, 5 Maio de 2010 as 9:02

A MSC Cruzeiros comemora o sucesso da temporada 2009/2010 com ótimos números, mesmo após a crise financeira mundial. A empresa recebeu 302,5 mil hóspedes que realizaram diferentes viagens pelo litoral sul americano, o que representa um avanço de 56% sobre o mesmo período do ano passado.

Com presença no Brasil durante oito meses de operação, a MSC abriu mercado para a nova classe média, aumentando a oferta de minicruzeiros. No total foram 520 escalas no Brasil, 142 cruzeiros oferecidos pelos seis navios da frota, com capacidade para 13 mil leitos por dia.

Na cidade de Santos, a MSC Cruzeiros teve despesas no valor de aproximadamente R$ 90 milhões nas 77 atracações dos navios MSC Lirica, MSC Musica, MSC Opera e MSC Orchestra. Já no Rio de Janeiro, a companhia teve despesas no valor aproximado de R$ 100 milhões nas 94 atracações dos navios MSC Lirica, MSC Opera, MSC Orchestra, MSC Musica e MSC Armonia. Os valores correspondem às despesas portuárias e operacionais, de suprimento, alimentação e bebida, funcionários, combustível, taxas, impostos, comissões para agentes de viagens, entre outras. Além, é claro, das despesas dos hóspedes que contribuíram para o grande impacto econômico no município. Nas escalas de todo o Brasil, os impactos econômicos gerados pelas despesas diretas e hóspedes/tripulantes atingiram R$ 543,5 milhões.

É importante ressaltar que a MSC Cruzeiros continua com o pioneirismo de itinerários e promoções exclusivas, além de ter trazido número recorde de navios para a América do Sul, pois, além dos que aportaram no Rio de Janeiro e outras cidades, a companhia também contou com o MSC Armonia fazendo viagens a partir de Buenos Aires e Rio de Janeiro, e o MSC Melody, que ficou exclusivamente no nordeste.

Para 2010/2011, a MSC Cruzeiros tem projeções mais modestas e espera atingir o mesmo número de hóspedes com os cinco navios que virão para a alta temporada da América do Sul. Por conta dos gargalos de infraestrutura e altos custos portuários desproporcionais aos serviços oferecidos, o crescimento poderá ser inibido.

De qualquer forma, a companhia fará um investimento ainda maior em minicruzeiros de três e quatro noites, com um navio exclusivo para esse fim: o MSC Armonia, que terá saídas de Santos e Rio de Janeiro durante toda a temporada. O MSC Musica terá minicruzeiros e saídas de seis e oito noites sempre do porto carioca; o MSC Orchestra e MSC Opera terão Santos como home port; o MSC Lirica passará a embarcar em Buenos Aires e a cidade de São Francisco do Sul será o mais novo itinerário no sul do País.

veja também