Museu do Futebol - SP presenteia pais com ingresso grátis

Museu do Futebol - SP presenteia pais com ingresso grátis

Atualizado: Sexta-feira, 12 Agosto de 2011 as 8:46

  O Museu do Futebol, que fica no Estádio do Pacaembu, em São Paulo, realiza no sábado, 13 de agosto, uma visita com enfoque nos craques que, além de conquistarem títulos por seus clubes e pela seleção, ainda deixaram suas marcas na criação de jogadas e dribles inesquecíveis.

Nesse dia a entrada no Museu será gratuita para todos os pais, que vierem acompanhados pelos filhos, mediante apresentação de documento que comprove o parentesco.

Durante o passeio, pais e filhos poderão relembrar juntos momentos e datas importantes da história do futebol brasileiro.   “É uma grande oportunidade de conhecer a história do  esporte mais popular do Brasil em um passeio familiar, gratuito e totalmente  interativo”, lembra o Secretário de Estado da Cultura, Andrea Matarazzo.“O futebol é um tema presente em nosso cotidiano e, por isso, faz parte  das relações entre pais e filhos, avôs e netos, primos e primas, tios e sobrinhos. Quando se trata de futebol, sempre tem alguma lembrança compartilhada que nos emociona e nos aproxima. Por isso, é um programa muito bacana para fazer com a família. Nesse sábado, em homenagem ao Dia dos Pais, o desafio proposto pelo Museu é que os filhos levem os pais, ou vice-versa, etentem descobrir juntos a paternidade de alguns feitos clássicos do nosso  futebol,” diz Clara Azevedo diretora executiva do museu.   Ao chegar à Sala dos Anjos Barrocos, é possível observar imagens de atletas inesquecíveis. Entre eles, estão craques como Didi (1928-2001), o pai do drible Folha Seca, considerado o melhor jogador da Copa de 1958; Garrincha (1933 – 1983), o pai da alegria do povo, conhecido por seus dribles desconcertantes apesar das pernas tortas; e Bebeto, precursor da comemoração “embalando nenê”, improvisada por ele quando marcou gol na Copa de 1994.   Para completar a lista de craques-inventores, não poderia faltar também Rivelino, pai do drible elástico, e Sócrates, um dos pais da “democracia corintiana”. Jogador com passagens brilhantes pelo São Paulo e pela seleção brasileira, Leônidas da Silva também ficou conhecido por ser o pai da bicicleta, um dos movimentos mais bonitos e difíceis do futebol. No Museu, sua história é relembrada na Sala dos Heróis. Na Sala das Copas do Mundo, o visitante poderá reencontrar campeões como Bellini, primeiro capitão a levantara taça acima da cabeça, num gesto que foi eternizado e repetido por todos os outros campeões mundiais e Cafu, único a disputar três finais consecutivas de Copa do Mundo, entre muitos outros.   Pais e filhos ainda podem se divertir em outras salas do Museu. Na Sala dos Gols, 22 personalidades brasileiras contam passagens pessoais que foram marcadas por gols importantes do futebol; a Sala da Exaltação transmite ao visitante toda a emoção sentida pelos próprios jogadores dentro de campo; a Números e Curiosidades reúne placas gigantes e coloridas, em linguagem de almanaque, com números, táticas, datas, história e superstições do futebol.Para completar, os visitantes ainda fazem uma visita à arquibancada do Estádiodo Pacaembu e podem testar suas habilidades futebolísticas na Sala Jogo deCorpo.

Serviço:

Dia dos Pais no Museu do Futebol

Local:   Museu do Futebol

Endereço:   Praça Charles Miller, s/n

Data:   sábado, 13 de agosto

Horário:   das 9h às 18h (bilheteria até as 17h)

Ingressos : R$ 6 (inteira) / R$3 (meia-entrada). Entrada gratuita para os pais, acompanhados dos filhos mediante apresentação de RG ou documento que comprove o parentesco

Tel.: (11) 3664-3848

www.museudofutebol.org.br  

Fontes:

Museus

Brasil Cultura

veja também