Museus do rock

Museus do rock

Atualizado: Terça-feira, 13 Julho de 2010 as 12:45

Não importa qual geração de roqueiro pertença. Tanto fãs que acompanharam o surgimento de astros do Rock ou aqueles que nasceram anos depois da morte de seus ídolos, emocionam-se ao ver relíquias como instrumentos musicais, fotografias e letras manuscritas das lendas da música. Conheça alguns locais com acervos preciosos da história do Rock and Roll.

Hard Rock Cafés

Onde: vários países.

Espalhados por várias cidades, em 53 países, os bares Hard Rock Café têm como ponto comum usarem como peças de decoração inúmeros objetos raros que pertenceram a lendas do rock. Jaquetas, guitarras, óculos, fotografias: lá tem de tudo um pouco. Se você é fã de rock, certamente encontrará alguma peça que irá emocioná-lo. A lista completa das lojas pode ser vista no site oficial da marca.

Rock and Roll Hall of Fame

Onde: Cleveland, Ohio, Estados Unidos.

O Museu do Rock and Roll (ou Rock and Roll Hall of Fame and Museum, em seu nome original) é um verdadeiro templo para roqueiros do mundo inteiro. O espaço abriga registros importantes sobre alguns dos mais influentes artistas, produtores e demais pessoas ligadas ao rock e ao pop.

Inaugurado em 1995, o museu foi construído em aço e vidro tem em seu acervo mais de 500 músicas que podem ser ouvidas pelos visitantes, além de vídeos com shows e entrevistas. Para alegria dos fãs, objetos pessoais e raridades também fazem parte do acervo do museu. Letras manuscritas por Jimi Hendrix, o boletim escolar de John Lennon e roupas de Tina Turner estão entre as preciosidades abrigadas ali.

Antes mesmo da criação do museu, desde 1986, o Hall of Fame (Salão da Fama) presta homenagens a artistas não apenas do rock, mas de todos os estilos. Uma cerimônia anual é realizada em Nova Iorque, aumentando a lista de contemplados. Atualmente, o principal critério para a inclusão de nomes é o seguinte: o artista deve ter lançado seu primeiro disco há, pelo menos, 25 anos. Entre os primeiros agraciados estavam Elvis Presley, Ray Charles, Buddy Holly, James Brown e Jerry Lee Lewis.

Horário de funcionamento: diariamente, das 10 às 17h30, e às quartas, das 10 às 21h.

Ingressos: US$ 22 para adultos; US$ 17 para pessoas acima de 65 anos; US$ 13 para crianças entre 9 e 13 anos; e de graça para crianças até 8 anos, desde que acompanhadas de um adulto pagante.

The Beatles Story

Onde: Liverpool, Inglaterra.

Uma exposição permanente toma conta de um espaço em Albert Dock, Liverpool, terra natal dos Beatles. Além de ter todos os passeios temáticos relacionados à sua banda mais ilustre, Liverpool conta, ainda, com essa exposição reunindo raridades da vida e da obra de John, Paul, George e Ringo.

A Beatles Story abriu as portas em maio de 1990. Entre as peças que podem ser contempladas pelos fãs está o documento falsificado de George Harrison, na época, menor de idade, que o permitiu viajar para tocar em Hamburgo, Alemanha, no começo dos anos 1960.

Horário de funcionamento: a visita pode ser feita durante todos os dias da semana, com exceção dos dias 25 e 26 de dezembro, das 9 às 19h (com última admissão permitida às 17h).

Ingressos: US$ 19,60 (adultos) e US$ 9,80 (crianças de até cinco anos).

* preços pesquisados em julho/2010 e sujeitos a alterações

* consulte as agências para saber sobre a disponibilidade de vagas, possíveis taxas extras e formas de pagamento

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também