?Não há turismo sem transportes?. Especialistas discutem necessidades e desenvolvimento dos transportes no Brasil

?Não há turismo sem transportes?. Especialistas discutem necessidades e desenvolvimento dos transportes no Brasil

Atualizado: Quinta-feira, 26 Novembro de 2009 as 12

A relação entre turismo e transportes foi tema do primeiro dia de debates da I Semana Temática em Transportes da Universidade de Brasília (UnB). O evento teve início nesta quarta-feira, dia 25, e, até a próxima sexta-feira, dia 27, reunirá especialistas de ambos os setores. O objetivo é discutir necessidades e o desenvolvimento dos transportes no Brasil.

O diretor de Estruturação, Articulação e Ordenamento Turístico do Ministério do Turismo (MTur), Ricardo Moesch, foi um dos palestrantes com o tema ?Plano Nacional de Turismo e Infraestrutura de Transporte?. Na oportunidade, Moesch falou sobre a atuação do MTur, da Embratur e a Lei Geral do Turismo (nº 11.771) -que foi sancionada em 17 de setembro pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Ele ressaltou a importância das transportadoras turísticas estarem registradas no Cadastur, o Sistema de Cadastro dos Empreendimentos, Equipamentos e Profissionais da Área de Turismo. Segundo o diretor, todo operador e prestador de serviços turísticos no Brasil deve, obrigatoriamente, ter registro no sistema e renová-lo a cada dois anos. ?O cadastro garante mais segurança e tranqüilidade para o turista?, afirmou Moesch.

O CADASTUR

Atualmente, o Cadastur conta com cerca de 40 mil registros. Desse total, 7.612 são transportadoras turísticas - aproximadamente 19%. O sistema reúne cadastros de pessoas físicas e jurídicas que atuam na cadeia produtiva do turismo. Para seis atividades o registro é obrigatório. Para outras nove, não.

Obrigatório:

Meios de Hospedagem (Hotel, Pousada, Resort, Albergue, Apart-Hotel, Hotel Fazenda, Hotel Fazenda/Lazer, CondoHotel, Hotel de Selva - desde que atenda ao regulamento geral dos Meios de Hospedagem); Agências de Turismo; Transportadoras Turísticas; Organizadoras de Eventos (Congressos, feiras ou congêneres e prestadores de serviços especializados); Parques Temáticos; Guias de Turismo; Voluntário:

Bacharéis em Turismo; Bares, Restaurantes, Cafeterias e Similares; Centros de Convenções e Acampamentos, Campings e Similares; Parques Aquáticos; Estrutura de apoio ao Turismo Náutico (marinas, garagens náuticas e portos turísticos); Casa de Espetáculos; Equipamentos de Animação turística (teatros, cinema, casas de dança e conchas acústicas); Prestadoras de Infraestrutura para eventos; Locadoras de veículos para turistas Para saber mais sobre o Cadastur, ou efetuar registro, acesse: http://www.cadastur.turismo.gov.br/

Já o coordenador de Pós-Graduação em Transportes da UnB, professor Pastor Gonzáles, destacou a importância do turismo como gerador de desenvolvimento econômico e regional. Para ele, transportes e turismo devem ser temáticas constantes de debates.

?Considerando a importância da dimensão territorial do Brasil, é importante fortalecer o entendimento que turismo sem transporte não existe. Eles têm que ser pensados, discutidos e têm que ser motivo, principalmente, de estudos e pesquisas acadêmicas?, afirmou.

A I Semana Temática em Transportes da UnB acontece até a próxima sexta-feira, no auditório da Faculdade de Tecnologia. A entrada é gratuita e mais informações podem ser obtidas pelo telefone (61) 3107-0975.

veja também