O extremo Sul da América

O extremo Sul da América

Atualizado: Quarta-feira, 17 Agosto de 2011 as 11:28

Em Punta Arenas, a capital da Patagônia Chilena, está uma paisagem e um horizonte que nos leva ao fim do mundo. São encantos que a natureza reservou para as terras do extremo sul da América.

Saindo de Santiago, há voos diários para Punta Arenas por pouco mais de R$ 600. São três horas e meia de viagem. Hotéis modernos e confortáveis esperam pelos turistas. Os de luxo custam em torno de R$ 300. Depois de uma boa noite de sono, acorde cedinho para não perder o visual do nascer do sol.

Um das opções de passeio é conhecer a Terra do Fogo. Com sorte, é possível sobrevoar o lugar, mas o avião só decola em dias de céu com poucas nuvens e vento. Custa R$ 600. Em terra firme, seguimos de ônibus até a próxima cidade: Porto Natales, a 246 km de Punta Arenas.

Durante essa viagem você pode ainda ganhar um presente inesperado: a neve caindo. Na Patagônia o tempo muda rapidamente e alterna períodos de sol com a queda dos flocos de neve.

Se você estiver viajando de carro ou de ônibus e quiser dar uma paradinha para descansar, a sugestão são as tradicionais estâncias da Patagônia. Por lá, sempre há uma recepção calorosa à espera do turista.

Uma mesa farta, cheia de delícias quentinhas. A casa centenária que recebeu a equipe do Jornal Hoje preserva a herança dos imigrantes croatas. Nos galpões da fazenda, a tradicional esquila vira um show. Os peões mostram habilidade na retirada da lã das ovelhas. As estâncias da Patagônia são responsáveis por uma das maiores produções de lã do mundo.

O almoço é com o prato típico da região: o cordeiro patagônico. A carne, temperada com sal e ervas, é assada calmamente durante quatro horas no fogo de chão. Uma delícia! O passeio na fazenda, com direito a almoço, sai por R$ 100.

De volta a Porto Natales a sugestão é se hospedar, por R$ 150, num hotel aconchegante, com lareira e vista pro lago. Depois é hora de conhecer a pequena cidade de 20 mil habitantes. Ela é cheia de casinhas coloridas e guarda um porto que é refúgio de aves como gaivotas, patos e cisnes.

O comércio é movimentado, com muitas opções de regalos, as famosas lembrancinhas para levar de presente. E não deixe de visitar os restaurantes da cidade. Tem opções que vão dos pratos com frutos do mar, imperdíveis no Chile, às pizzarias de forno à lenha.

veja também