Operadores estrangeiros chegam à BA para conhecer destinos de ecoturismo

Operadores estrangeiros chegam à BA para conhecer destinos de ecoturismo

Atualizado: Sexta-feira, 4 Setembro de 2009 as 12

Apresentar as belezas naturais e culturais do estado da Bahia para operadores internacionais e divulgar o destino como atração de Ecoturismo e Aventura. Este é o objetivo do MTur, que, por meio da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), traz profissionais estrangeiros do segmento para conhecer os cenários baianos até a próxima quinta-feira, 10 de setembro.

Serão seis dias de passeios por ambientes paradisíacos em Salvador, Itacaré, Península do Maraú, Trancoso e Chapada Diamantina. Além da caravana para a Bahia, a Embratur enviará operadores estrangeiros para conhecer outros destinos brasileiros, como a Chapada dos Veadeiros, Pantanal, Bonito, Jalapão, Amazônia, Santa Catarina, Costa do Paraná, Litoral do Rio de Janeiro e São Paulo, Fernando de Noronha e Lençóis Maranhenses.

As viagens fazem parte de uma série de ações da Embratur para promover o segmento de Ecoturismo e Aventura no mercado internacional. Elas têm formato de uma viagem de familiarização para apresentar as belezas naturais e as manifestações culturais do Brasil. "O objetivo do projeto é aumentar a oferta de produtos brasileiros oferecidos no exterior. As caravanas divulgam destinos bem estruturados e apresentam aos operadores novas opções de produtos turísticos com capacidade para receber o turista estrangeiro", explicou o diretor de Produtos e Destinos da Embratur, Marcelo Pedroso.

Abeta Summit 2009

As caravanas terminarão no maior encontro do segmento da América Latina, o Abeta Summit 2009. Com o tema Aprenda-Inove-Venda, o Encontro Brasileiro de Ecoturismo e Turismo de Aventura é promovido pela Abeta, em parceria com o MTur e a Embratur.

Realizado de 10 a 13 de setembro, paralelamente à Adventure Sports Fair, o encontro traz para o Brasil as principais lideranças nacionais e internacionais do segmento. O objetivo é apoiar a comercialização de produtos e destinos, incentivar parcerias e difundir conhecimento por meio de congressos técnicos.

Para este ano, a Abeta aposta no modelo do evento realizado no ano passado, que reuniu lideranças de 33 países do segmento de aventura em São Paulo. "O encontro gerou negócios, ampliou o potencial do segmento de aventura nacional e aproximou operadores de várias partes do mundo. Em 2009, a expectativa é potencializar ainda mais os encontros de negócios e a visibilidade dos destinos brasileiros", avalia o Presidente da Abeta, Jean-Claude Razel.

No ano passado, o Brasil sediou o ATWS (Adventure Travel World Summits) que, pela primeira vez, aconteceu fora da América do Norte. Com a captação do evento para o País - que concorreu com Peru, Chile e Índia - o Brasil foi inserido definitivamente na rota internacional de Turismo de Aventura.

veja também