Os melhores lugares para viajar em 2011

Os melhores lugares para viajar em 2011

Atualizado: Quarta-feira, 2 Fevereiro de 2011 as 1:56

Santiago, Chile

A capital chilena seria um clichê nessa lista, já que é tão perto do Brasil e os voos e hospedagens são relativamente baratos, mas, menos de 1 ano após o terrível terremoto que devastou o país e teve sérios reflexos na capital, a cidade já se reconstruiu e brilha, cintilante, como a cidade mais bacana da América Latina.

Vibrante e imortal, Santiago se reinventou nos últimos anos e o abalo sísmico não foi capaz de tirar o sorriso do morador, que recebe o turista de braços e portas abertas.

O lugar é tão aberto e atraí tantas iniciativas bacanas, que foi eleito para a primeira versão fora dos EUA do ultra-hype festival de música Loollapalooza. A efervescência cultural não para por aí. O genial Museo da Moda reúne 10 mil peças de vestuário e acessórios de todos os tipos. Uma jaqueta de Jonh Lennon e um vestido de Lady Di são os itens mais queridos do lugar.

Hotéis ultra modernos e descolados como o W e Aubrey são expoentes de uma Santiago oxigenada e única.

Koh Samui, Tailândia

Enquanto milhares de brasileiros lotam as areias da exuberante Phuket, o Adoro Viagem esteve em Koh Samui e descobriu um canto da Tailândia ainda não descoberto pela massa de turistas.

Pequena e luxuosa, a ilha de Koh é a terceira maior da Tailândia e está fora dos guias mas não das bandeiras classudas de hotéis e resorts, que investiram no local com rara consciência e beleza. As natureza densa tem como moldura o exuberante oceano cor de safira. O lugar, antes destino de mochileiros a la o filme a praia, ganhou uma hotelaria de classe, alta gastronomia e vida noturna agitada e a hora de conhecer é essa. Paz, luxo e ausência de barulhentos brasileiros com a camisa da seleção canarinho, um oásis.

O sensacional W Retreat é um hotel inexplicável, assim como o Banyan Tree Samui. Pequenos bistrôs franceses começaram a dar as caras por lá no meio de 2010, sempre promovendo a tão famosa fusion mediterrâneo tai food, tão saborosa quanto exótica. Um exemplo dessa vertente é H-Bistro, um lugar concebido exclusivamente para a família real da Jordânia. O day club Beach Republic é balada, spa e restaurante, além de uma aula aos monstruosos beach clubs brasileiros.

Mas o lugar também preserva a força zen da Tailândia e o Absolute Sanctuary é um hotel promove o ioga, meditação, desintoxicação e spa, sua arquitetura é deslumbrante e vale cada relaxada. Todos esses predicados fazem de Koh Samui um destino urgente e necessário. Já.

Islândia

Com uma recente queda na economia, a Islândia viu no turismo como uma forma de aquecimento nas finanças. Os preços caíram e as atrações se humanizaram. Nunca se imaginou visitando a Islândia? Nós também não, porém, a após o colapso econômico recente, o lugar se tornou excelente opção diante da ultra desvalorização da coroa islandesa. Hotéis excelentes com preços de duas estrelas, hospedarias honestas por menos de 30 dólares são opções mais que dignas, incríveis.

Diante da crise, os Islandeses, conhecidos homens de gelo, tiveram que reinventar seu modo de vida para atrair o turista gastão e isso ajudou muito ao país. As atrações naturais são incríveis, geleiras, paisagens vulcânicas e culturalmente, atrações como festivais de música e a ópera de gelo são imperdíveis.

Loreto, México

Famoso pela pesca esportiva, Loreto, tem uma vida aquática abundante e diversa. Se você não é pescador, talvez passasse a vida sem ouvir sequer falar dessa pequena cidade mexicana. Mas como tudo pode ser elitizado, por mais raiz e tradicional que seja, Loreto acaba de ganhar um Resort de U$ 60 milhões. O Villa del Palmar é um resort debruçado sobre o mar mais azul do caribe. Neste momento, são 7 (UAU) novos mega empreendimentos hoteleiros em Loreto sendo construídos ao mesmo tempo. Loucura!

Culturalmente, Loreto também tem seus encantos. Tem grande relevância histórica, já que é berço de enormes missões jesuítas e preserva a arquitetura colonial, de muita beleza e charme. As praias ainda desertas são um deslumbre, onde ficar nú é opcional, mas irresistível. Nessas águas foi descoberta a maior lula do mundo, com 8 metros de comprimento.

Geórgia

Se os holofotes do esqui nunca apontaram para esse pequeno território soviético, isto está prestes a mudar. A Geórgia ostenta inúmeros tipos de pistas naturais para a prática do esporte e logo após o fim do conflito contra a Rússia as portas de montanhas incríveis se abriram para os aventureiros da neve.

Com neve boa para a prática por mais da metade do ano, o lugar oferece pistas rústicas e intocadas, além de algumas mais modernas. Bakuriani e Gudauri são as mais famosas - esta última com 5 km de pura descida, só para experts. Em 2010 a localidade recebeu uma tímida quantidade de turistas e aos poucos o local é descoberto, por isso, seja um dos visionários e explore essa localidade incrível e alucinante.

veja também