País controverso, Mianmar tem turistas que fogem das multidões

País controverso, Mianmar tem turistas que fogem das multidões

Atualizado: Quinta-feira, 17 Março de 2011 as 10:07

Um paraíso de belas praias com filas de palmeiras e areias puras, alguns luxuosos hotéis e, principalmente, sem o agito de multidões de turistas, a revista britânica "Wanderlust" deu a Mianmar o título de "principal destino emergente" de 2011.

Essa é uma outra face do país governado por militares desde golpe em 1962, famoso pelas violações de direitos humanos e por sua ativista Aung San Suu Kyi, Prêmio Nobel da Paz libertada no fim do ano passado.

Um dos países mais isolados do mundo, principalmente no mundo ocidental, tem interdições dos Estados Unidos e União Europeia, além de resolução da ONU, de novembro passado, condenando abusos de direitos humanos. Mesmo assim, o Brasil abriu embaixada em Mianmar em maio do ano passado e se absteve na resolução da ONU.

"Estive em muitas praias, e esta é realmente incrível", disse o aposentado canadense Hugh Minielly, 69, enquanto ele e sua esposa Mary assistiam a um pôr do sol sobre a baía de Bengala, no resort costeiro de Mianmar Ngapali.

Apenas cerca de uma dúzia de hotéis se espalham entre os três quilômetros de palmeiras da região, incluindo alguns com refinadas vilas de frente para o mar, onde se pode hospedar em uma noite por algumas centenas de dólares.

Aqueles que decidem se aventurar à nação empobrecida --uma das mais subdesenvolvidas do mundo--, dão seu testemunho sobre os habitantes amistosos, a boa comida marinha e, acima de tudo, a falta de outros turistas.

"Estive procurando por uma praia como em Goa [na Índia], e aqui é como Goa, mas sem os mochileiros e turistas. É tão autêntico", disse Minielly.

FILME

A busca por uma costa idílica apareceu no filme "A Praia" (2000), em que Leonardo DiCaprio interpreta um jovem mochileiro encontra uma aparentemente utópica comunidade em uma baía remota.

Pontos isolados estão cada vez mais difíceis de encontrar, como a vizinha Tailândia pode atestar: ela teve 16 milhões de turistas em 2010, enquanto Mianmar teve 300.000, de acordo com a Associação de Viagem da Ásia e Pacífico (Pata).

A baía de Maya, na ilha Phi-Phi Leh, Tailândia, onde o filme foi gravado em 1999, agora dificilmente pode se parecer com a praia dos sonhos de DiCaprio: todo dia, dezenas de barcos levam centenas de turistas que seguem os passos do ator.

Já na Índia, por anos suas praias mais populares entre turistas puderam ser encontradas no Estado de Goa, onde visitantes podem beber cerveja gelada e se deliciar com comida marinha, curtido a atmosfera relaxante.

Mas casos de violência contra turistas, tráfico de drogas e comercializações indevidas tiraram o glamour deste destino.

BOICOTE A TURISMO

Em Ngapali, habitantes locais e estrangeiros estão conseguindo conservar o apelo rústico, mas Mianmar também obtendo um grande crescimento relativo do número de turistas. Embora o total do ano passado parece modesto, é quase 30% a mais que no ano anterior.

Aung San Suu Kyi ainda se mantém contra a ida de grupos turísticos a Mianmar, o que frequentemente beneficia o governo financeiramente.

Mas seu partido "não se oporia a turistas individuais que cheguem para estudar a situação e descobrir o que está realmente acontecendo", disse ela em dezembro, amenizando declarações anteriores de boicote ao turismo no país.

veja também