Para empresa aérea, classe C entrou no turismo para valer

Para empresa aérea, classe C entrou no turismo para valer

Atualizado: Segunda-feira, 24 Outubro de 2011 as 12:48

A classe C deve ser tratada como um cliente que veio para ficar no setor do turismo. A opinião é do diretor de comunicação da companhia aérea Azul, Gianfranco Beting.

Ele fez o comentário no último Congresso Brasileiro de Agências de Viagens e Feira das Américas (Abav), que terminou na sexta-feira no Rio de Janeiro.

O diretor da Azul, companhia voltada justamente às classes B e C, diz que esse público deve ser respeitado, e não "olhado de cima para baixo", porque "ele chegou na festa para ficar", declarou.

O crescimento econômico, elevação salarial e redução do desemprego contribuíram para que a classe C começasse a viajar. O crescimento médio foi de 9,6% em número de passageiros entre 2008 e 2010.

veja também