Para ser ampliado, Viracopos terá parque ecológico com 222 hectares

Para ser ampliado, Viracopos terá parque ecológico com 222 hectares

Atualizado: Sexta-feira, 28 Janeiro de 2011 as 2:46

A Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) terá de implantar uma unidade de conservação ambiental de 222,8 hectares para compensar a derrubada de um trecho de mata de cerrado, necessária para a ampliação do Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP).

O Consema (Conselho Estadual de Meio Ambiente), vinculado à Secretaria de Meio Ambiente estadual, aprovou na última quinta-feira parecer técnico que permite que a Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) emita a licença prévia para a primeira fase das obras de ampliação do aeroporto.

De acordo com a Secretaria do Meio Ambiente, a construção da segunda pista do aeroporto irá suprimir 82 hectares de mata nativa, que deverão ser compensados com a criação do parque ecológico, de acordo com a Lei do Cerrado Paulista. Outra exigência do Consema é que a Infraero adote um sistema para avaliação da emissão dos gases de efeito estufa e medidas compensatórias, se necessárias.

Além da construção da segunda pista, estão licenciadas as obras de implantação de um segundo terminal de passageiros e ampliação do terminal de cargas. Na ampliação de Viracopos devem ser investidos R$ 823,6 milhões, com previsão de término das obras dessa primeira fase em 2015. A ampliação completa do aeroporto só deve terminar em 2025.

veja também