Parque das Nascentes do Parnaíba (PI): araras azuis e nascentes de rios encantam turistas

Parque das Nascentes do Parnaíba (PI): araras azuis e nascentes de rios encantam turistas

Atualizado: Segunda-feira, 1 Junho de 2009 as 12

O Parque Nacional das Nascentes do Rio Parnaiba preserva uma rica fauna dentro de extensa região, ainda remota do nosso país. É uma das maiores e mais conservadas extensões de cerrado do Brasil, três vezes maior que a área protegida do Pantanal.

São ao todo, 7.300 quilômetros quadrados, localizados entre as Serras Tabatinga e a Chapada das Mangabeiras, na divisa entre os estados de Piauí, Bahia, Tocantins e Maranhão.

O parque foi criado em 2002 visando a proteger a importante área das bacias hidrográficas do Rio São Francisco, Parnaíba e Tocantins: as nascentes do Rio Parnaíba, principal curso d'água a nascer e desaguar no Nordeste, que banha mais de 50 cidades com sua extensão de 1.750 km. Suas nascentes se formam a partir de ressurgências na Chapada das Mangabeiras, que originam os cursos dos rios Lontras, Curriola e Água Quente que, por sua vez unidos, formam o rio Parnaíba.

Uma explosão de cor é vista do lindo céu azul. Um grito estonteante revelam um bando de araras, tão presentes aqui quanto os outros animais extremamente raros e tudo visível neste habitat impressionante. Os penhascos vermelhos da serra elevam-se sobre as planícies arrebatadoras que se misturam com os bosques de buriti e as árvores da floresta seca.

Dentro desta extensa região selvagem há um dos melhores cenários do país para observação de animais selvagens: o Vale das Araras Pretas, Serra Vermelha e Vale dos Macacos, localizados no coração do ecossistema do cerrado que cobre grande parte do Brasil Central. O lodge e os acampamentos oferecem uma possibilidade para a observação próxima de Araras Pretas, Araras Vermelhas, dos Macacos-pregos e do espetacular Lobo Guará. Visando o turismo responsável, o projeto da Fundação Bio Brasil contribui diretamente à manutenção e à expansão de reservas privadas e das comunidades locais. A reserva é vital para a conservação deste ecossistema, onde a cada dia, há mais terras dedicadas a agricultura extensiva para a plantação de soja, milho etc.

No Vale das Araras Pretas, os ecoturistas são alojados em apartamentos de alvenaria, em quartos duplos ou triplos, com banheiros privativos e chuveiros aquecidos pelo sol, oferecendo o conforto da água quente do meio dia até às 20hs. A elevação do local de 800 a 950m sobre o nível do mar assegura as condições perfeitas para dormir. Durante à noite, a temperatura pode chegar a 20ºC, alcançando níveis mais baixos nos meses de maio a agosto. Durante o dia, a temperatura pode chegar até 28ºC, mas o ar quente sem umidade não deixa sentir tanto calor. As refeições são servidas em um barracão com teto de palha de coqueiro, onde é possivel avistar os pássaros pequenos que visitam o local, durante a noite, o local é perfeito para aguardar a chegada do Lobo Guará em busca de comida na sede. A poucos passos do lodge, há bebedouros e comedouros de alimentação dos pássaros, onde fotografar é muito fácil e divertido.

O Estado do Piauí está localizado na parte oeste do nordeste brasileiro e faz divisa com os Estados do Ceará, Pernambuco, Bahia, Tocantins e Maranhão, sendo essa última fronteira demarcada pelo curso do rio Parnaíba. A seu extremo Norte, encontra com o Oceano Atlântico.

veja também