Pedágio vai a R$ 5,45 na SP-332, interior de São Paulo

Pedágio vai a R$ 5,45 na SP-332, interior de São Paulo

Atualizado: Segunda-feira, 27 Dezembro de 2010 as 12:35

Motoristas e motociclistas que utilizam a SP-332 (rodovia Professor Zeferino Vaz), entre a Replan (Refinaria de Paulínia) e Cosmópolis (135 km de SP) --um percurso de 20 km--, terão de gastar mais dinheiro com o pedágio a partir da 0h desta segunda-feira. A praça fica no quilômetro 135,5.

O preço da tarifa retorna para R$ 5,45 após a decisão do STJ (Superior Tribunal de Justiça) de suspender a liminar que reduziu o valor para R$ 2,50.

No caso dos motociclistas, a tarifa sobe de R$ 1,20 para R$ 2,70. A concessionária da rodovia, Rota das Bandeiras, informou que "os novos valores cumprem decisão judicial expedida no último dia 21 de dezembro".

"Para informar sobre os novos valores, a concessionária promoverá divulgação aos usuários da rodovia por meio de faixas, distribuição de informativos nas cabines daquela praça de pedágio e comunicado em jornais de grande circulação na região", informou a Rota das Bandeiras, por meio de nota.

A cobrança do pedágio no trecho começou em dezembro de 2009.

Em maio passado, o TJ (Tribunal de Justiça) do Estado de São Paulo decidiu reduzir a tarifa, em caráter liminar, após ação civil pública movida pela Associação dos Amigos dos Bairros Coqueiro, Uirapuru e Capela, de Cosmópolis.

A associação alegou no pedido que os moradores tinham de pagar pedágio para circular dentro da própria cidade, já que usam a estrada para ir ao centro da cidade. Os moradores alegaram ainda que o edital de concessão da rodovia não previa praça de pedágio em Cosmópolis, mas em Paulínia.

A concessionária alegou que "as alterações nos valores das tarifas estão autorizadas pela Artesp (Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo) e previstas no Contrato de Concessão firmado com o governo do Estado para a administração do corredor d. Pedro 1º".

"A Rota das Bandeiras destaca também que é da arrecadação proveniente das praças de pedágio que a concessionária presta de maneira ininterrupta, 24 horas por dia durante todos os dias da semana, serviços de fundamental importância para oferecer segurança e conforto ao motorista que trafega no Corredor Dom Pedro", diz a nota da concessionária.

veja também