Península do Cabo, na África do Sul, reserva águas cristalinas e praias de areias brancas

Península do Cabo, na África do Sul, reserva águas cristalinas e praias de areias brancas

Atualizado: Quinta-feira, 21 Janeiro de 2010 as 12

Mais do que jazz e o bom vinho africano, a Península do Cabo, localizada a sudoeste da África, oferece um litoral rico em belas paisagens, contornado por uma cadeia de montanhas, que deve ser desfrutado por quem dispõe de, no mínimo, quatro dias de férias. Longe dos áridos safáris da savana africana, a península abriga a Cidade do Cabo (ou Kaapstad, em africâner), capital legislativa da África do Sul e um dos mais populares destinos turísticos do país - a Cidade do Cabo está entre as seis mais belas do planeta, segundo o Guiness Book.

Se a sua intenção é ficar longe das badaladas praias de Camps Bay e Clifton Bay, com seus calçadões, bares e restaurantes, para se embrenhar pela rica natureza da península, a primeira coisa a se fazer é alugar um veículo 4x4, já que sem ele é impossível conhecer a região como se deve. Prático e barato, o aluguel custa cerca de US$ 60 a diária. Devidamente motorizado, prepara-se para dirigir nas estradas sinuosas da Península do Cabo, e aproveitar, ao máximo, o panorama, rota dos antigos navegadores, como Vasco da Gama, que contornavam ali o continente para chegar à Índia.

Há cerca de duas horas do centro, a Table Mountain (Montanha da Mesa), inspiração de poemas de Fernando Pessoa, forma um enorme paredão, seguido de uma formação rochosa com 12 picos, chamada 12 Apóstolos, que protege a Cidade do Cabo dos ventos frios e úmidos, vindos do ocidente, que deixam a temperatura, entre maio e setembro, em torno dos 7ºC. Leva este nome por causa do formato de mesa de seu cume plano, que está a 1.086 metros do nível do mar e de onde você pode avistar toda a cidade. Nos dias nublados, ocorre o Table Towel, fenômeno apelidado pelos habitantes quando uma camada de nuvens cobre o topo da montanha. Para chegar lá, além de pegar a estrada do Parque Nacional da Table Mountain, você pode optar por subir a pé ou de bondinho (como o do Pão de Açúcar, no Rio de Janeiro), dando uma volta completa pela montanha, se a ventania não atrapalhar. Lá em cima, têm-se a impressão de que chegamos ao céu, com pessoas minúsculas bem abaixo e praias de areias brancas reluzentes. O silêncio só é quebrado pela conversa animada dos moradores locais, que aproveitam a paisagem para piqueniques familiares.

Seguindo 15 quilômetros em direção ao sul, pela costa ocidental, mais um reduto paradisíaco: o Pico Chapman, situado entre Noordhoek e Hout Bay, a 593 metros acima do nível do mar. Infelizmente, não é possível chegar até o seu cume, já que um trecho da estrada foi fechada em junho de 2008, devido ao grande número de acidentes e à queda de rochas. Mesmo assim, de um mirante, é possível visualizar toda a baía, incluindo o Farol Slangkop, de 33 metros de altura, ativo desde 1919.

Mas o que a maioria dos turistas procura mesmo é o Cabo da Boa Esperança, aquele mesmo dos livros de História, conhecido inicialmente por Cabo das Tormentas, como foi batizado pelo navegador português Bartolomeu Dias, o primeiro a circundá-lo, em 1488, durante a corrida ocidental rumo às especiarias orientais. Localizado a mais ou menos uma hora e meia do centro da Cidade do Cabo, dentro de um parque nacional de 7.700 hectares de colinas, trilhas e praias, este marco pode ser observado subindo o Cape Point, uma montanha mais ao norte.

Não raro, você encontra pelo caminho alguns animais selvagens como babuínos e o hyrax (parecido com um porquinho-da-Índia). Também é dele que podemos ver as belas praias da False Bay (baía Falsa) - o nome é uma alusão aos navegadores que ancoravam nessa baía, achando que se tratava da baía do Cabo. A região é muito procurada por surfistas e por turistas que procuram um banho de mar, digamos, um pouco mais quente, já que as águas do litoral da Cidade do Cabo são geladas, ainda mais para os padrões brasileiros. E não se afaste muito da orla, pois o local atrai os temidos tubarões-brancos - o litoral da África do Sul concentra uma das maiores populações da espécie e vários registros de ataque destes predadores, mas os turistas mais corajosos podem mergulhar em gaiolas para observá-los bem de perto, acompanhados de guias.

É do Cape Point que se pode ver também a força dos ventos e das águas, formada pelo encontro da gélida corrente Benguela do Oceano Atlântico com a quente corrente Agulhas do Índico, além da vegetação única do lugar, formada por fynbos - espécie de arbusto, muito resistente à seca e ao solo pouco fértil. A vista é simplesmente maravilhosa, uma pintura, com o mar, em tons de azul e verde, emoldurando o paredão.

Contornando a península agora pelo lado leste, indo para o norte, um encontro inusitado: pinguins. Em plena África dos "Big Five", a praia Boulders abriga a única colônia dessa simpática ave no continente em que se pode observá-los de perto, livremente, em seu habitat natural. Mas não se deixe enganar pelo andar um tanto desajeitado e por seu pequeno tamanho. Um folheto turístico do lugar avisa que eles "mordem" caso se sintam ameaçados. Por isso, só fotografe!

Como chegar

Não há voo direto do Brasil para a Cidade do Cabo. Há apenas um voo diário da South African Airways (SAA), saindo do Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos (SP). Do Brasil são cerca de nove horas de voo até o Aeroporto Internacional de Tambo, em Johanesburgo, e mais duas horas até o Cape Town International Airport, na Cidade do Cabo. O visto é conseguido no próprio aeroporto de Johanesburgo, mas é obrigatória a carteirinha internacional de vacinação, com a vacina de febre amarela em dia.

De Johanesburgo para a Cidade do Cabo, você tem outras opções, além da aérea, já que é muito caro voar na África. As estradas pelo país são excelentes e o aluguel de carro bem barato. Aproveite para alugar um veículo 4x4 (é preciso ter carteira de habilitação internacional) e siga viagem pela rodovia federal N1, aproveitando a paisagem. Há linhas também de ônibus que fazem o percurso de 15 horas.

Outra excelente opção para quem dispõe de tempo e dinheiro é ir de trem. A viagem é agradável e o serviço a bordo de primeira classe.

Companhias Aéreas

No Brasil:

South African Airways (SAA)

Tel: 0800-7711030 (24h)

www.flysaa.com

Cape Town International Airport

Tel: 27 (021) 935-3160 (voos internacionais) / 27 (021) 935 6060 (voos domésticos)

www.acsa.co.za

Companhias de Ônibus:

Translux:

Tel: 0861 589 282 ou 27 (011) 774-3333

www.translux.co.za

Intercape:

Tel: 0861 287 287 ou 27 (021) 380-4400

www.intercape.co.za

Companhias de Trem:

The Blue Train

Reservas na Cidade do Cabo: 27 (021) 449-2672

Reservas em Pretoria: 27 (012) 334-8459

www.bluetrain.co.za

The Premier Class

Central de Reservas: 086 000 8888

Escritório em Johanesburgo: 27 (011) 774-5247

Escritório na Cidade do Cabo: 27 (021) 449-2252

www.premierclasse.co.za

Shosholoza Meyl

Central de Reservas: 086 000 8888 ou 27 (011) 774-4555

www.spoornet.co.za/ShosholozaMeyl/index.jsp

Onde Ficar

Na Cidade do Cabo, há opções de hospedagem para todos os tipos de bolsos. Uma dica para quem não quer gastar muito são os "bed and breakfast", cuja diária gira em torno de US$ 20.

Caso esteja procurando por um albergue ou hotel simples, é melhor ficar no centro da cidade, de preferência na Long Street. As opções mais luxuosas de acomodação, porém, estão na Camps Bay e ao longo da rodovia M6, à beira-mar.

Bed and Breakfast

Abe Bailey

11 Maynard Road, Muizenberg

Tel.: 27 (021) 788-2301

www.hisa.org.za

Enchanted Bed & Breakfast

12 Craigrownie Road, Bantry Bay

Tel.: 27 (021) 439-5566

www.enchanted.co.za

Atlantic Sands B&B

1 Gibraltar Street, Hout Bay

Tel.: 27 (021) 790-1099

www.capestay.co.za/atlanticsands

Hoteis

Mountain Manors Backpackers

21 Breda Street, Garden

Tel.: 27 (021) 461-7200

www.mountainmanor.co.za

Afrique du Sud Backpackers

5a St. Johns Road - Sea Point

Tel: 27 (021) 439-9028

www.afriquedusudbackpackers.co.za

12 Apostles Hotel and Spa

Camps Bay, 8040

Tel.: 27 (021) 437-9000

www.12apostleshotel.com

Boulders Beach Lounge

4 Boulders Place - Simon's Town

Tel.: 27 (021) 786-1758

www.bouldersbeach.co.za

Por Karina Gouvêa - Colaboração para o UOL Viagem

veja também