Península Valdés (Argentina): espetáculos naturais

Península Valdés (Argentina): espetáculos naturais

Atualizado: Quarta-feira, 3 Junho de 2009 as 12

A Península Valdés está localizada na região atlântica da Patagônia Argentina, na Província Chubut. É um local de grande importância devido à preservação de diversos animais marinhos. Atualmente, é um dos principais pontos de acasalamento e reprodução de baleias francas, que estão ameaçadas de extinção, além de outros mamíferos, como elefantes marinhos, focas e leões marinhos.

Entre maio e dezembro, centenas de baleias francas migram da Antártida para as águas dos golfos Nuevo e San Matías. Já as baleias orcas são vistas entre os meses de fevereiro e março. Elas vêm em busca dos simpáticos lobos marinhos, que se concentram em Punta Pirâmide e na Reserva de Punta de Loma, em Puerto Madryn, que também é um bom ponto para mergulho.

Toda essa riqueza de peixes do mar atrai diversos animais, incluindo milhares de aves marinhas na Reserva Natural Isla de Pájaros.

Punta Tombo, outra grande atração, abriga a maior colônia reprodutiva de pingüins de Magalhães, que podem ser vistos a partir de outubro. Além disso, pode-se avistar inúmeras espécies de aves e mamíferos.

Possui também um grande valor arqueológico devido às ruínas de assentamentos indígenas que ali se encontram. Para informações específicas, visite o Centro de Interpretação localizado na entrada da península.

A orla da península é também propícia para mergulhos com lobos marinhos, trekkings e passeios de caiaque. Em cada uma dessas experiências, a fauna marinha abundante é onipresente.

Criada em 1983 como uma Reserva Natural Turística, hoje conta com 4 Unidades Operativas de Turismo: Ilha dos Pássaros, Punta Pirámides, Caleta Valdés e Punta Norte. Formando dois golfos de águas protegidas, a Península Valdés é o lugar de encontro da baleia franca austral, que chega a medir 13 metros de comprimento e pesa até 30 toneladas. Estima-se que a população dessa espécie seja de 5.000 indivíduos. A concentração da fauna se estende aos elefantes e lobos marinhos, pingüins magalhânicos, guanacos, maras e nhandus.

Principais atrações

Ilha dos Pássaros: fica próxima do continente, a aproximadamente 800 metros da costa. Possui grande valor biológico, já que é área reprodutiva (de setembro a fevereiro) de 10 espécies diferentes de aves marinhas costeiras, como a gaviota, o biguá, garças, pingüins magalhânicos e patos. Antes de se tomar o acesso que leva ao mar, existe um Centro de Interpretação que vale a pena ser visitado.

Puerto Madryn: uma cidade muito bem estruturada para receber turistas, próxima à Península Valdés, localizada em frente ao Golfo Nuevo, onde as baleias francas se refugiam para a procriação. Possui grande variedade de restaurantes, cantinas e quiosques de praia, além de uma agitada vida noturna, com cassinos, cinema e teatro.

Ecocentro: localizado na cidade de Puerto Madryn, foi pioneiro no país como centro de interpretação de ecossistemas marinhos, e tem como objetivo promover e difundir o conhecimento e a proteção do mar. Em sua mostra permanente, está a riqueza do ecossistema patagônico atlântico.

Playa Unión: localizada muito próxima da capital da província de Chubut, é muito freqüentada e conhecida pelo agito. De lá, partem os passeios para avistamento de toninas , oferecidos durante o ano todo.

Punta Loma: localizada a 17 Km de Puerto Madryn, fica povoada de lobos marinhos durante o ano todo, diferente das outras regiões da península, que são locais de reprodução ou de inverno. Dois mirantes locais têm as melhores vistas para os animais marinhos, que convivem com colônias de gaivotas e cormoranes. Ainda existe uma trilha interpretativa da flora local.

Punta Piramides: é um local de reprodução de lobos marinhos, que podem ser vistos do continente. Também é um ótimo lugar para se fazer mergulhos livre e autônomo. Por se localizar no Golfo Nuevo, encontramos também gaivotas (de dezembro a março), e baleias francas (de junho a dezembro).

Caleta Valdés: localiza-se a 75 Km de Puerto Pirâmides. É um lugar excepcional para se ver elefantes marinhos, o ano todo, especialmente de agosto a março, quando eles estão em maior número. As orcas aparecem em setembro, outubro e novembro para se alimentarem das crias dos elefantes marinhos.

Punta Tombo: a maior reserva continental de pinguins magalhânicos, com uma população adulta de mais de 400.000 indivíduos. Para se visitar essa pinguinera, é necessário pagar uma taxa de entrada. Além disso, pode-se avistar várias espécies de aves e mamíferos e o local possui valor arqueológico, devido aos restos de assentamentos indígenas que ali se encontram.

Trelew: cidade moderna e surpreendente, com intensa atividade comercial e cultural. Possui diversos museus e construções históricas, herança da sua colonização celta. Para se conhecer o vestígio do encontro entre as culturas celta e aborígene, existe o Museu Pueblo Luís. Pode-se também contemplar as exposições montadas no Museu de Artes Visuais e o moderno Planetário.

Museu de Paleontologia: O MEF (Museu Paleontológico Egidio Feruglio) é um centro de atividades científicas, que conjuga a investigação paleontológica com uma exibição de fósseis encontrados na Patagônia que representam um pouco dos 3.500 milhões de anos da história natural do planeta.

Gaiman: cidade localizada na beira norte do Rio Chubut, conhecida por conservar costumes e tradições dos colonizadores galeses. Fica muito próxima de Trelew e Rawson, a 81 Km de Puerto Madryn.

Mergulho: o litoral de Puerto Pirámides e os recifes naturais em Puerto Madryn oferecem experiências de mergulho inigualáveis. Instrutores e equipamento para a realização deste esporte estão à disposição em descidas de grupo ou individuais, tanto para pessoas que já têm experiência como para os principiantes, durante todo o ano.

  Postado por: João Neto

veja também