Pequenas propriedades da Serra Catarinense são inseridas na rota turística da região

Pequenas propriedades da Serra Catarinense são inseridas na rota turística da região

Atualizado: Sexta-feira, 5 Junho de 2009 as 12

A Secretaria do Desenvolvimento Regional de Lages (SC), através da Gerência de Turismo Cultura e Esporte, está desenvolvendo o programa Bela Serra Catarinense, que tem como objetivo inserir pequenas propriedades rurais na rota turística da região. O Governo do Estado destinou o valor de R$ 200 mil para a execução.

O processo funciona da seguinte forma: o proprietário inscrevem-se no programa, e em seguida recebe uma comissão avaliadora. O intuito da avaliação é detectar eventuais carências e definir as peculiriadades da propriedade, a fim de estabelecer os pontos a serem explorados. Ao proprietário será oferecido toda estrutura técnica para solucionar as deficiências. Assim, a propriedade esterá apta para receber visitantes.

O próximo passo será o treinamento aos responsáveis pela recepcção dos turistas. Serão ministrados cursos de segurança alimentar, excelência em atendimento e segurança ambiental. A verba destinada pelo governo será investida nas oficinas de capacitação.

A partir daí, a propriedade poderá ser abertas ao público, disponibilizando o que tem de melhor: culinária típica, prática de esportes radicais, cavalgadas, turismo ecológico, etc.

De acordo com a gerente regional e Turismo, Esporte e Cultura, Ana Helena Carneiro, o Bela Serra Catarina alavancará o desenvolvimento do Turismo Rural. "As pequenas propriedades farão parte do programa turístico da Serra, e isso tornará a região ainda mais conhecida e requisitada", diz Ana, ressaltando que já foram estabelecidas três rotas, nas seguintes comunidades do interior da região de Lages e do município de São José do Cerrito: Lambedor, Itararé e Rio Araçá. Segundo ela, os trabalhos já estão em andamento.

O secretário do Desenvolvimento Regional de Lages, Osvaldo Uncini, ressalta que o projeto valorizará a região. "Pontos específicos, até então desconhecidos aos olhos do turismo, passarão a ser explorados. Além disso, a hospitalidade, que é uma das características mais marcantes do povo serrano, é por si só um atrativo", diz Uncini.

veja também