Pesquisa de opinião revela ascensão do turismo em Santos 40SP41

Pesquisa de opinião revela ascensão do turismo em Santos 40SP41

Atualizado: Segunda-feira, 4 Abril de 2011 as 8:23

Triplicação de gastos, valorização das opções de lazer, que agora não se limitam às praias, e reconhecimento de mais profissionalismo no atendimento aos visitantes são algumas das conclusões do relatório Ipat (Instituto de Pesquisas A Tribuna), feito em Santos, durante o Carnaval. “As mudanças no perfil do turista são lentas, mas consistentes ano a ano. Isso significa que as políticas adotadas pela prefeitura têm atraído visitantes de maior poder aquisitivo para a cidade”, disse a secretária de Turismo, Wânia Seixas.

Em apenas um ano, passou de 5,7% para 16,8 % o total de turistas que pretendiam gastar de R$ 501,00 a R$ 800,00 por dia com a família, incluindo a hospedagem, segundo a secretária. Ela destacou ainda o crescimento da indicação de Santos por agências de viagens (8,5%, contra 3%), enquanto as agências receptivas surgem com 2,5% contra 0,2%, na condução dos visitantes aos pontos turísticos.

A pesquisa de opinião envolveu 400 turistas em diferentes tipos de acomodação. Segundo Alcindo Gonçalves, coordenador do Ipat, o turismo de qualidade indica sensível aumento, enquanto o de um dia caiu de 8,5% para 4,4%. Assim como no ano passado, o Centro Histórico capitalizou a atenção de 53% dos visitantes, enquanto as praias registraram 49%, cinco pontos a menos que em 2010.

Aprovação continua

O Estado de São Paulo continua sendo o maior emissor de turistas e a pesquisa registrou acréscimo de 2 pontos percentuais na faixa etária dos visitantes entre 26 e 55 anos (72,6%), a de maior poder aquisitivo, em comparação ao ano passado.

Também cresceu a hospedagem em hotéis (de 29,6% para 33%) e apenas 24% dos entrevistados estavam na cidade pela primeira vez, sendo que a maioria (84%) pretendia permanecer durante ou em toda a semana do Carnaval (10,5%). À noite, os turistas preferiram frequentar bares, restaurantes e casas noturnas (48,5%) a circular pelos jardins da praia. e (30,3%).

Em um ano aumentou, ainda, o índice daqueles para os quais nada desagradou em Santos (46,8% contra 43,1%); 97,7% têm intenção de retornar e 98,5% vão recomendar a cidade aos amigos. A maioria dos entrevistados pelo Ipat estava acompanhada de uma ou duas pessoas (60,3%, contra 46% no ano passado).  

veja também