Pesquisa revela que internet é principal fonte de informação para turista

Pesquisa revela que internet é principal fonte de informação para turista

Atualizado: Terça-feira, 4 Agosto de 2009 as 12

A internet é a principal fonte de informação utilizada pelo turista para escolher um destino de viagem. A informação consta de pesquisa realizada, entre 1º e 5 de julho, com o público do Salão do Turismo - Roteiros do Brasil. O meio eletrônico foi apontado como o preferido por 69% dos entrevistados que participaram do evento promovido pelo MTur.

"Quem não tem um bom site está perdendo oportunidades", alertou o diretor de Estudos e Pesquisas do MTur, José Francisco Lopes. Ele apresentou os resultados do Salão, na última segunda-feira, em Brasília, para os gestores que atuam como interlocutores do Programa de Regionalização do Turismo do MTur.

De acordo com o diretor, os números da pesquisa, realizada pela FGV (Fundação Getúlio Vargas), comprovam a consolidação do Salão como espaço para divulgação e comercialização de produtos turísticos. "Nesta quarta edição do evento houve um salto qualitativo em relação ao ano passado", afirmou, durante o 13º Encontro dos Interlocutores Estaduais do Programa de Regionalização do Turismo.

Indicadores que mostram a movimentação econômica, expectativas de vendas das empresas e a satisfação dos visitantes e empresários confirmam o sucesso da iniciativa do MTur. A Rodada de Negócios, por exemplo, atendeu às expectativas de 64,7% dos empresários/compradores e de 57,8% dos vendedores. Em relação ao visitante, o percentual chegou a 79,5%. Quando indagados sobre a intenção de voltar ao Salão do Turismo, em 2010, 96,2% dos visitantes, 92,4% dos vendedores e 79,2% dos expositores privados responderam que "sim".

O Salão do Turismo teve público de 98 mil visitantes de 13 estados. Gerou expectativas de negócios, para o período de 12 meses, da ordem de R$ 126 milhões para vendedores e R$ 89,3 milhões para compradores. No espaço Vitrine do Brasil (artesanato, joias, moda, agricultura familiar) as vendas alcançaram R$ 831 mil. Na área gastronômica, o faturamento foi de R$ 224 mil.

veja também