Pirâmides e arranha-céus fazem parte da Cidade do México

Pirâmides e arranha-céus fazem parte da Cidade do México

Atualizado: Segunda-feira, 6 Dezembro de 2010 as 12:53

Arranha-céus modernos, pirâmides astecas, museus impressionantes, gastronomia única e um trânsito caótico. Esse é o cardápio variado da maior metrópole da América Latina, a Cidade do México, lar de mais de 20 milhões de pessoas. Há quem diga que não importa quanto tempo você fique na cidade, sempre vai faltar alguma coisa para conhecer.

Veja fotos  

Uma boa forma de começar o passeio pela capital é visitando a quarta maior praça do mundo, El Zócalo, também conhecida como Praça da Constituição. De lá saem todas as ruas do centro histórico. Com poucos passos, o turista pode chegar à Catedral Metropolitana, ao Palácio Nacional, sede da presidência da república, e ao edifício do Governo do Distrito Federal.

A praça foi construída sobre o local onde funcionava, até o século XVI, o centro político e religioso de Tenochtitlan, capital do império Asteca, destruído após a chegada dos colonizadores espanhóis. Aliás, aí está um dos problemas da cidade. A capital dos astecas ficava em uma ilha do lago Texcoco, que foi aterrado para suportar o crescimento da Cidade do México.

Uma consequência disso é visível ao se visitar a Basílica de Nossa Senhora de Guadalupe, padroeira do país. Estima-se que o templo afundou quatro centímetros por ter sido construído sobre solo frágil.

Para andar de um ponto turístico a outro o mais indicado é caminhar ou, se a distância for grande, usar o metrô, que tem cerca de 250 quilômetros de linhas.

Fragmentos de história

Andando pelo centro, pode procurar o Museu Nacional de Antropologia. O prédio tem 12 salas, por onde estão espalhadas importantes descobertas arqueológicas que ajudam a contar a história do México. Também merecem uma visita o Museu Estúdio Diego Rivera, em homenagem ao maior pintor de murais do país e o museu dedicado à mulher dele, a pintora Frida Kahlo.

A culinária mexicana é um capítulo à parte. Milho, chili, carne de porco e frango estão em quase todas as receitas. Em qualquer lugar da cidade, pode-se encontrar a sopa azteca (com milho, tiras de chili e abacate), os chilis recheados (com amêndoas, carne e queijo) e os tamales (carne temperada cozida em vapor dentro de uma folha de pasta de milho).

Para terminar o passeio, faltam as pirâmides. Há ônibus turísticos que fazem o percurso de 50 quilômetros até Teotihuacán, onde ficam duas pirâmides da civilização Maia. É preciso fôlego para subir os 100 degraus da Pirâmide da Lua e os 242 da Pirâmide do Sol, a terceira mais alta do mundo. Afinal, vale lembrar que a Cidade do México está a 2.240 metros de altitude. Para quem gosta de sonhar alto e com o vento na cara.

veja também