Pirenópolis (GO): inúmeras opções de ecoturismo

Pirenópolis (GO): inúmeras opções de ecoturismo

Atualizado: Sexta-feira, 17 Julho de 2009 as 12

Pirenópolis, uma pequena e agradável cidade histórica, fundada em 1727 pelos Bandeirantes, é certamente o destino escolhido por aqueles que desejam descansar em um ambiente tranqüilo, cercado de natureza.

Tombada como Patrimônio Histórico e Cultural Brasileiro, a cidade mantém seu aspecto antigo e bucólico, onde um povo hospitaleiro, alegre e festivo, convive com um ambiente de extrema beleza natural - retrato vivo da história goiana.

A cidade, incrustada aos pés da Serra dos Pireneus, no interior de Goiás, fica a 150 km de Brasília e a 130 km de Goiânia. Suas atrações são os edifícios históricos de arquitetura colonial, as inúmeras belas cachoeiras e as festas populares tradicionais.

Piri, como é carinhosamente conhecida, é cercada de morros com dezenas de cachoeiras. A maior reserva é o Parque Estadual Serra dos Pireneus, que fica nos municípios de Pirenópolis, Corumbá e Cocalzinho de Goiás, abrangendo uma área de 2.833 hectares e abrigando uma vasta vegetação do cerrado.

Entre os edifícios coloniais destaca-se a Igreja da Matriz Nossa Senhora do Rosário, a mais antiga do estado de Goiás, construída entre 1728 e 1732.

A Festa do Divino Espírito Santo, com suas cavalhadas, é considerada uma das maiores atrações folclóricas da América do Sul e acontece 45 dias após a Semana Santa. Há também a Romaria até a Serra dos Pireneus, na 1ª semana de julho.

Principais Atrações

Cachoeira Araras: localizada no Rio Dois Irmãos com um poço de 90 metros quadrados e queda de 7 metros. Acesso: GO 338, saída Goianésia com 15 km de asfalto e mais 2 km de terra. Trilha fácil com 300 metros.

Cachoeira da Meia Lua: localizada no Ribeirão Santa Maria com um poço com 300 metros quadrados e altura de 15 metros.Acesso: Estrada para Pedreiras com 2 km de asfalto e percorrer mais 3 km de terra. Trilha de aproximadamente 50 metros.

Cachoeira da Santa: localizada no Ribeirão Santa com queda de 2 metros. Acesso: Estrada para o Parque dos Pireneus com 2 km de asfalto e 16 km de terra. Trilha com 200 metros com acesso fácil. Visitas somente com guias credenciados.

Cachoeira do Abade: enorme queda d'água, com 21 metros de altura, que depende da hora do dia para estar diretamente sob o sol. Fica a cerca de 11 km da cidade de Pirenópolis.

Cachoeira do Amor: localizada no Córrego Barriguda, com queda de 4 metros. Acesso: Estrada para o Parque dos Pirineus com 2 km de asfalto e 5 km de terra. Trilha com 600 metros com acesso fácil.

Cachoeira do Canyon: localizada no Rio das Almas com um poço com 200 m2 e altura da queda de 8 metros. Acesso: Estrada para o Parque dos Pirineus com 2 Km de asfalto.

Cachoeira do Coqueiro: localizada no Ribeirão Santa Maria, queda de 10 metros. Acesso: Estrada das Pedreiras 17 km de terra. Trilha para a cachoeira de acesso médio com 200 metros.

Cachoeira do Paredão: localizada no Rio Dois Irmãos com um poço de 10 m2 e altura da queda 3 metros. Acesso: GO 338, saída Goianésia com 15 Km de asfalto. Trilha média com 2500 metros.

Cachoeira do Pilão: localizada no Córrego Barriguda com queda de 7 metros. Acesso: Estrada para o Parque dos Pirineus com 2 Km de asfalto e 5 Km de terra. Trilha com 1200 metros de acesso difícil. Visitas somente com guias credenciados.

Cachoeiras dos Dragões (8 cachoeiras) - Mosteiro Zen: localizada no Córrego Chapadão. Existem 8 cachoeiras sendo a maior com uma queda de 73 metros. Duas cachoeiras secam nos meses de junho a setembro. Trilha média com 4000 metros.

Cachoeira dos Pirineus: localizada no Córrego Barriguda, com uma queda de 4 metros e um grande poço. Acesso: Estrada para o Parque dos Pirineus com 2 Km de asfalto e 20 km de terra. Trilha com 400 metros e acesso fácil. A região tem mais de 3 cachoeiras: a Vale Encantado, Gruta e a Pedra Furada.

Cânion das Andorinhas: trilha interpretativa de 1,5 Km, com visita a três belíssimas cachoeiras: Andorinhas, Pilão e Amor. O local permite a prática de rappel e tirolesa.

Cachoeira das Freiras: localizada no Rio Dois Irmãos, queda com altura de 4 metros. Acesso: Estrada para o Parque dos Pirineus com 2 km de asfalto e 38 km de terra. Trilha com 300 metros com acesso médio. Visitas somente com guias credenciados.

Cachoeira Garganta do Inferno: localizada no Ribeirão Santa Maria, queda com altura de 10 metros. Acesso: Estrada para o Parque dos Pirineus com 2 Km de asfalto e 15 Km de terra. Trilha com 300 metros com acesso fácil.

Cachoeira Sonrisal: localizada no Córrego Capitão do Mato há 6 cachoeiras na seqüência. A maior queda com altura de 10 metros. Acesso: Estrada para as Pedreiras, 15 Km de terra, no Parque Estadual dos Pirineus. Trilha com 2 km de acesso fácil. Vistas somente com guias credenciados.

Cachoeira Usina Velha: localizada a 4 km da cidade, é o local onde funcionava a antiga usina de fornecimento de energia.

Camping Balneário Bonsucesso: localizado no Córrego Soberbo. São 6 cachoeiras, a maior queda com altura de 30 metros. Acesso: Saída para o Bairro do Carmo, percurso de 5 Km de terra. Trilha para 4 cachoeiras de acesso fácil (1200 metros) e trilha para 2 cachoeiras com acesso difícil (300 metros).

Edifícios históricos: além da Igreja Matriz, incluem a Igreja do Nosso Senhor do Bonfim, de 1750; a Igreja e Museu Nossa Senhora do Carmo; o Teatro Pirenópolis, de 1899; a Casa da Rua Direita, de 1852; e a Fazenda Babilônia, com um belo casarão colonial.

Fazenda Babilônia: antigo engenho de cana-de-açúcar, construído por escravos no século XVIII, é uma das fazendas mais antigas de Goiás. Oferece passeios à cavalo e o café da manhã mais famoso da região. Foi tombada com Patrimônio Histórico em 1965.

Fazenda Bonsucesso: situada a cinco quilômetros do centro da cidade, é uma das mais antigas da região. Dentro de sua área, existem seis cachoeiras que formam gostosas piscinas, como a Aladim, a Tamboril, a Azul e a Bonsucesso, com 12 metros de queda.

Morro Cabeludo: está situado a 20km da cidade, ao lado dos picos da Serra dos Pireneus. Possui várias espécies de cactos, orquídeas e bromélias.

Morro do Frota: ótimo local para caminhadas. No alto do Morro, tem-se uma linda vista de toda a cidade.

Museu das Cavalhadas: museu particular, onde pode ser encontrado arquivo histórico das Cavalhadas (evento realizado durante os festejos do Divino Espírito Santo).  

Parque Estadual dos Pireneus: com cerca de 1.400 metros de altitude, é o ponto mais alto da região. Em seu cume econtra-se uma pequena capela. No período da lua cheia no mês de julho é realizada a Festa do Morro.

Reserva Ecológica Vargem Grande:

Cachoeira do Lázaro: localizada no Ribeirão Santa Maria com queda com altura de 15 metros. Acesso: Estrada para o Parque dos Pirineus com 2 km de asfalto e 9 km de terra. Trilha com 1.300 metros de acesso fácil.

Cachoeira Santa Maria: localizada no Ribeirão Santa Maria, uma queda com altura de 15 metros. Acesso: Estrada para o Parque dos Pirineus com 2 km de asfalto e 9 km de terra. Trilha com 500 metros, de acesso fácil. Estrutura: Banheiros, lanchonete, estacionamento, loja de artesanatos.

Santuário das Araras - Cachoeira do Rosário: localizada no Rio Araras com um poço com 650 metros quadrados e altura da queda de 30 metros. Acesso: GO 338 saída para Goianésia com 25 km de asfalto. Trilha difícil com 150 metros.

Santuário de Vida Silvestre Vaga Fogo: situado em meio ao cerrado, margeia o Ribeirão Vaga Fogo, que é considerado uma dos mais belos da região. Abriga uma grande variedade de pássaros e animais silvestres.

Várzea do Lobo: apresenta uma mistura de cerrado com mata ciliar, de rica fauna e flora, com destaque para o santuário do Urubu Rei.

veja também