Polônia apresneta arte produzida em campo de Auschwitz

Polônia apresneta arte produzida em campo de Auschwitz

Atualizado: Quarta-feira, 19 Outubro de 2011 as 9:13

Os itens são mostrados em fotos para permitir a mobilidade da exibição e proteger os originais. "Esta é uma mostra destinada para viajar", conta o porta-voz do museu Pawel Sawicki.

Sua próxima parada é Washington e Detroit, nos Estados Unidos.

Sawicki disse que a mostra "Arte Proibida" está sediada no antigo edifício de banhos do campo em Auschwitz 1º, a parte original em tijolos vermelhos do campo de Auschwitz-Birkenau.

Grandes imagens coloridas mostram desenhos e esculturas feitos pelos cativos também dos campos de concentração alemães de Buchenwald e Ravensbrueck.

Os desenhos representam a condição dos prisioneiros, cenas da vida no campo e retratos. Eles também incluem referências a contos de fadas que alguns cativos escreviam a suas crianças deixadas em casa, disse Sawicki.

Alguns outros itens são uma estatueta de madeira e um bracelete de metal com cenas de Auschwitz, encontrados próximo de um crematório em Birkenau, pouco depois de ter sido liberado pelo exército soviético em janeiro de 1945, além de um crucifixo católico do campo feminino de Ravensbrueck.

Cada foto é acompanhada por breve descrição e algumas palavras sobre seus autores. "A arte era a fuga dos prisioneiros da realidade brutal, disse Sawicki.

CHACINAS

Mais de 1 milhão de pessoas, a maioria judeus, morreram em Auschwitz, campo que os nazistas administraram na Polônia ocupada entre 1940 e 1945.

Em Ravensbrueck, no norte da Alemanha, entre cerca de 130 mil dos cativos, a maioria era polonesa. Não mais de 32 mil sobrevieram.

Em Buchenwald, na Alemanha central, acredita-se que morreram cerca de 56 mil.

veja também