Presidente de grupo dos EUA cobra esforço do Brasil para visto

Presidente de grupo dos EUA cobra esforço do Brasil para visto

Atualizado: Quinta-feira, 26 Maio de 2011 as 9:06

Leia abaixo, sobre a questão do visto brasileiro, trechos da entrevista concedida à Folha por Roger Dow, presidente da U.S. Travel Association of America, que reúne a indústria do turismo nos EUA.

Ele conversou com a reportagem durante o evento Pow Wow , que terminou nesta quarta-feira (25), em San Francisco.

"Muitas coisas devem acontecer para que o Brasil entre no programa Visa Waiver [que isentaria os brasileiros da necessidade de visto para entrar nos EUA]. Uma delas é o governo brasileiro estar realmente envolvido na questão, idem os brasileiros.

Recentemente a Coreia do Sul, a Grécia e os países do Leste Europeu, como a Polônia, foram dispensados de visto para entrar nos EUA e vice-versa. Os debates que resultaram nisso demoraram dois ou três anos.

Ficar mais tempo do que o permitido nos EUA é outro assunto. Há gente na política norte-americana com medo disso. Mas precisamos dialogar, ver se o Brasil está dentro dos critérios.

Vocês agora têm uma enorme classe média e muita gente viajando pelo mundo. A U.S. Travel Association é uma entidade privada, mas está querendo que isso aconteça, forçando o diálogo.

Os dois lados devem conversar, com transparência.

Acho que o número de turistas brasileiros nos EUA pode crescer muito, talvez dobrar (1,2 milhão de brasileiros foram aos EUA em 2010). E vice-versa, mais norte-americanos irão para o Brasil.

O turismo é um grande exportador. Se é que o governo quer dobrar as exportações em cinco anos, como Obama declarou, o turismo é uma saída.

E não vamos precisar construir fábricas para receber mais turistas. Aliás, os hotéis, os parques temáticos e tudo o mais já estão construídos, e temos também Harry Potter!"  

veja também