Projeto capacita jovens da Baixada Santista para o turismo

Projeto capacita jovens da Baixada Santista para o turismo

Atualizado: Quarta-feira, 13 Maio de 2009 as 12

Aprender uma profissão, ter oportunidade de entrar no mercado de trabalho e realizar um sonho. Essa é a definição do jovem santista, Henrique Castilho, 16 anos, para o Projeto Inclusão Social com Capacitação Profissional. O projeto certificou, no último sábado, 09 de maio, 120 jovens em situação de vulnerabilidade social da Baixada Santista para o mercado de turismo. Desenvolvido por meio do programa Turismo Sustentável e Infância (TSI) do Ministério do Turismo (MTur), trata-se de uma parceria com a ONG Projeto Atelier e Galeria Meninos da Enseada, do Guarujá (SP).   

Castilho participou do curso ''A Arte de Bem Servir – Buffet e Coffe Break'', que prepara alunos para montar mesas e preparar drinques e coquetéis em qualquer tipo de evento. O jovem já está empregado em uma creperia de Santos. ''Esse curso foi o início de um sonho: ser dono de um grande buffet. Foi uma grande oportunidade que me foi dada e, hoje, tenho uma profissão'', declara.

Segundo a coordenadora geral do TSI, Elisabeth Bahia, a idéia do projeto é oferecer alternativas de trabalho e renda para jovens que vivem em situação de vulnerabilidade social. ''Ao capacitar os jovens para a cadeia produtiva do turismo, portas são abertas para que os mesmos saiam dessa situação e tenham uma oportunidade de vida digna com suas famílias''

Durante o projeto, foram oferecidos cursos gratuitos de Monitor de Turismo, Recepção Hoteleira, A Arte de Bem Servir – Buffet e Coffe Break, Capacitação para Garçom e Garçonete e Recepcionista de Restaurantes. Com carga horária de 240 horas, os cursos incluem aulas práticas e são ministrados e certificados pelo SENAC - Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial.

Dos 120 jovens, de 16 e 24 anos, 31 já estão trabalhando com turismo na Baixada Santista. Segundo a coordenadora do projeto na ONG, Valéria Boreli, esse número deve aumentar porque o nome dos jovens consta em um banco de dados que técnicos monitoram para inserir os participantes no mercado de trabalho.

Emanuele Cruz, 18 anos, está entre os jovens capacitados pelo programa e já empregados. Cruz participou do curso de Recepção Hoteleira. ''O curso superou minhas expectativas e tenho certeza que não será só mais um item no meu currículo. Tudo que eu aprendi, estou colocando em prática'', conta.

Cruz foi contratada pelo Hotel Guarumar, localizado no Guarujá. Para o proprietário do hotel, Wilson Saraiva, ações como o projeto deveriam ser freqüentes em todo o país, já que boa parte dos trabalhadores brasileiros carece de boa formação profissional. ''Nós ficamos surpresos com os jovens que fizeram estágio conosco, pois todos apresentaram bom conhecimento na área hoteleira'', declara.

Em junho, está previsto o lançamento de uma cartilha com os resultados do projeto. O objetivo é integrar a ação na política pública dos municípios.

Projeto Inclusão Social com Capacitação Profissional

O projeto está entre as ações do programa Turismo Sustentável e Infância (TSI). O projeto piloto foi lançado, em 2007, em Fortaleza (CE). Na ocasião, 340 jovens entre 16 a 26 anos concluíram a capacitação profissional.

Neste ano, além das cidades paulistas de Santos, Guarujá, e São Vicente, o projeto chega à Paraíba, onde 100 jovens de João Pessoa, Conde, Santa Rita, Bayeux e Cabedelo são capacitados.

Já em Pernambuco, 240 jovens de Recife, Ipojuca, Olinda e Cabo de Santo Agostinho estão em processo de capacitação.

veja também