Quer paz e natureza? Vá ao Vietnã

Quer paz e natureza? Vá ao Vietnã

Atualizado: Sexta-feira, 10 Dezembro de 2010 as 3:40

Paisagens e comidas exóticas, relação com a natureza, atividades em rios, lagos e mares. Para fugir um pouco dos roteiros tradicionais de viagem, que tal conhecer o Vietnã? Nas praias mais populares, como Vung Tau, no norte do Delta do Mekong, e Nha Trang, é possível praticar mergulho e snorkel. No interior do país, bom mesmo é aproveitar as caminhadas, praticar alpinismo e fazer passeios a cavalo.

Veja fotos  

Enquanto estiver nas cidades, o melhor meio de locomoção são as bicicletas, ainda muito populares no país. E não perca a oportunidade de assistir a uma apresentação das marionetes de água - bonecos de madeira que dançam sobre a água. É um dos espetáculos mais populares no Vietnã, com música executada com instrumentos de percussão tradicionais.

Para os marinheiros de primeira viagem, o ideal é conhecer o norte vietnamita. É lá que fica a capital do país e onde se encontram alguns dos povoados mais isolados e tribos étnicas muito interessantes. A capital, Hanói, é pequena e tranquila, refletindo o clima que se encontra em todo o Vietnã. O ambiente lembra um pouco o provincial francês, com seus edifícios coloniais conservados e harmonia arquitetônica.

Há bicicletas disponíveis para locação nos hotéis e cafés espalhados pela cidade. Fique atento para uma curiosidade: as ruas são divididas por associações de profissionais. Há a rua dos Sapateiros, a do Algodão, a das Balanças... Não deixe de conhecer também os numerosos pagodes (templos pagãos) e lagos, além do rio Vermelho. A cidade é fascinante.

Ilhas animais

A leste de Hanói fica a baía de Halong, que pode ser percorrida em um passeio de barco. São mais de 3 mil ilhas , muitas delas em formatos que lembram animais: dragão, macaco, sapo, tartaruga. A semelhança é tanta que é comum a comparação com esculturas que emergem da água. Outra passagem obrigatória é Haiphong, a terceira cidade mais importante do Vietnã e porto mais relevante - é o centro nevrálgico do golfo de Tokín. Haiphong é famosa pelos tapetes e pelas belas praias, como a de Do Son.

É na província de Ha Giang, no entanto, que o turista vai encontrar uma cultura preservada e exclusivamente tribal. Conhecida como o mundo dos povos étnicos, é preciso conseguir uma permissão junto à polícia de imigração para poder explorar a região. Lá, o planalto Dong Van Karst, com sua paisagem de calcário, é parada obrigatória. O local, onde quase não há carros e telefones e a energia elétrica é escassa, entrou para a rede mundial de geoparques da Unesco.

Não entre em fria

Independentemente da cidade escolhida, o que espera o turista no norte do Vietnã é sua beleza natural e simples, além da clássica imagem das mulheres com os tradicionais chapéus em formato de cone. Só fique atento à época do ano escolhida para a viagem. As temperaturas são relativamente baixas nessa região do país, principalmente entre novembro e abril. O melhor é conhecer o Vietnã entre maio e outubro. Mas não se esqueça: há tufões e ciclones no país entre julho e novembro.

veja também