Área verde convida à trilha de cachoeiras na cidade de São Paulo

Área verde convida à trilha de cachoeiras na cidade de São Paulo

Atualizado: Segunda-feira, 20 Abril de 2009 as 12

A cidade de São Paulo dá acesso a uma das maiores florestas urbanas nativas do mundo: o parque estadual da Cantareira.

Acessível de ônibus a partir da estação Tucuruvi do Metrô, a área é uma amostra da vegetação que um dia já tomou conta da cidade.

Na trilha da Cachoeira, percorrida pela reportagem, o monitor Risomar Ramos de Novais, 35, falou sobre um dos principais desafios do pessoal que trabalha no parque: evitar que os visitantes deixem lixo pelo caminho.

"Se as pessoas podem levar uma garrafa cheia, por exemplo, podem trazê-la vazia na volta", diz.

Em todo o núcleo Engordador, composto por três trilhas - incluindo a da Cachoeira -, há quatro monitores, quatro vigias e dois porteiros.

Segundo ele, com pouco pessoal e cerca de 6.000 visitantes por mês, fica difícil observar o comportamento de todos os turistas.

Lanche, água e filtro solar

A entrada para o núcleo Engordador custa R$ 2. Como não há lanchonete, leve lanche. A nutricionista esportiva Priscila di Ciero recomenda carregar água ou isotônicos. "Vale levar alimentos práticos, como barras energéticas, gel de carboidrato, frutas frescas, frutas secas, biscoitos e sanduíches de fácil digestão", diz.

É bom estar preparado para caminhar. A trilha da Cachoeira é classificada pelo governo de SP como de dificuldade média. A trilha é razoavelmente aberta e com boa manutenção; nada de mata fechada. Apenas em alguns trechos posteriores o caminho é mais estreito, seguindo ao longo de riachos ou sobre pequenas colinas.

É recomendável ir o mais cedo possível para evitar excesso de sol ou da chuva que não raramente ocorre à tarde.

Para se prevenir, embrulhe os objetos que não podem ser molhados em sacos plásticos e leve capa de chuva. Não se esqueça do filtro solar.

Segurança

Segundo a administração do parque, nos últimos dez anos não foram relatadas confusões ou problemas graves ali. Segundo a 3ª Companhia do 43º batalhão da PM, dificilmente há ocorrências de furtos e roubos no local. Mesmo assim, valem as dicas de sempre avisar amigos e parentes quando sair para áreas afastadas e evitar regiões de mata não sinalizadas.

Diversão

As crianças se divertem especialmente na cachoeira do Tombo. Próximo à figueira centenária vista no ponto mais alto do percurso, casais estendem toalhas no chão.

"Aqui podemos nos conectar com uma natureza impedida de viver em São Paulo", diz Amanda Lunardi, 25. Ela e os amigos fizeram a trilha descalços, para, segundo ela "sentirem melhor a terra".

Núcleo Engordador

av. Cel. Sezefredo Fagundes, 19.100; acesso pela rod. Fernão Dias, km 79, sentido Mairiporã; tel.: 0/xx/11/2995-0065

veja também